1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Os contadores de corpos

adrianacarranca

19 março 2008 | 11:08

.
Imagem da desolação em um hospital de Baghdad, flagrada por Max Becherer/Polaris, para o The New York Times.

Cinco anos depois e o balanço da guerra ilegal do Iraque soma 89.760 civis inocentes mortos. São 50 por dia, em média. O número é subestimado. As forças de ocupação lidaradas pelos Estados Unidos simplesmente ignoram os dados sobre mortes de civis iraquianos. Contam somente as mortes de militares de seus países. Por isso, voluntários americanos e ingleses contrários à invasão criaram a ONG Iraq Body Counters (Contadores de Corpor do Iraque, em tradução literal).

O IBC soma as mortes violentas de civis registradas aqui e ali pela imprensa e informações que conseguem dos hospitais, funerárias, ONGs locais e das forças armadas, e cruzam os dados para evitar sobreposição. O contador é atualizado diariamente.

Ainda assim, acredita-se que os números sejam muito maiores. Muitos são mortos por insurgentes, desaparecem, são largados pelas ruas ou encontrados muito depois em algum depósito de lixo.

Para quem tem estômago, o New York Times criou o blog Baghdad Bureau alimentado por jornalistas que estão no país ou já passaram por lá. São imagens tristes e chocantes de uma guerra que só tornou o mundo todo mais inseguro.