Escócia pode perder seus pandas em caso de vitória do ‘sim’
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Escócia pode perder seus pandas em caso de vitória do ‘sim’

Empréstimo de animais foi feito à Grã-Bretanha em 2011

Felipe Corazza

08 Dezembro 2014 | 15h07

Panda Tian Tian chegou ao zoológico de Edimburgo em 2011 (Foto: Rob McDougall/Divulgação)

Panda Tian Tian chegou ao zoológico de Edimburgo em 2011 (Foto: Rob McDougall/Divulgação)

Uma das consequências menos óbvias – porém, mais interessantes – do plebiscito sobre a separação escocesa da Grã-Bretanha pode recair sobre o zoológico de Edimburgo e duas de suas principais atrações: os pandas Tian Tian e Yang Guang (apelidados de Sweetie e Sunshine ao chegarem às terras britânicas).

Emprestados pela China à Grã-Bretanha como parte da “diplomacia dos pandas” adotada há tempos por Pequim, os animais virariam parte de um “impasse diplomático” no caso de uma vitória do “sim” à independência na votação que acontece hoje.

+ Siga o blog no Twitter


Sweetie e Sunshine chegaram a Edimburgo em 2011 como “presentes” do governo chinês aos britânicos. Na verdade, não são exatamente presentes. O acordo,  similar ao adotado pelos chineses com outros países, prevê um prazo de 10 anos e pagamentos anuais de empréstimo a um centro de preservação dos animais na China. A esperança britânica é a de que o casal de pandas consiga procriar em cativeiro – algo raríssimo.

O Partido Nacional Escocês, do premiê independentista Alex Salmond, defende que o acordo com a China, apesar da coroa britânica, foi assinado pela Real Sociedade Zoológica da Escócia, portanto, não haveria qualquer chance de perder os animais em caso de secessão. Mas líderes unionistas, desde 2012, questionam tal posição e dizem que há, sim, o risco de que os britânicos exijam seus pandas de volta.

Quem quiser acompanhar ao vivo o que Sunshine e Sweetie andam fazendo neste dia crucial para a Escócia, pode visitar a página do zoológico de Edimburgo que oferece uma câmera ao vivo do ambiente em que os animais estão. Pelo menos no horário em que este post foi escrito, nenhum dos dois aparentava grande interesse pela briga.

Mais conteúdo sobre:

EdimburgoEscóciapandasplebiscito