Trump adia coletiva em que explicaria como se afastará de seus negócios particulares

Trump adia coletiva em que explicaria como se afastará de seus negócios particulares

Anúncio sobre o assunto foi remarcado para janeiro; presidente eleito prometeu se afastar de seus negócios antes de chegar à Casa Branca

Redação Internacional

13 Dezembro 2016 | 08h11

WASHINGTON – O presidente eleito dos EUA, Donald Trump, adiou na segunda-feira para uma data ainda indeterminada em janeiro a entrevista coletiva que estava prevista para quinta-feira, na qual iria explicar como vai se afastar “completamente” de seus negócios particulares. “O anúncio foi remarcado para o próximo mês”, disse Hope Hicks, porta-voz do magnata, sem dar mais detalhes.

Fontes da equipe de transição citadas por veículos de imprensa locais, no entanto, justificaram o adiamento em razão do tempo que Trump está investindo para escolher seu próximo gabinete, assim como em algumas questões que dificultam sua desvinculação dos negócios.

Presidente americano eleito, Donald Trump, faz

Presidente americano eleito, Donald Trump, faz “turnê de agradecimentos” pós-eleição (FOTO: Ty Wright/Getty Images/AFP)

O presidente eleito prometeu se afastar de todos seus negócios antes de chegar à Casa Branca, no dia 20 de janeiro, para evitar possíveis conflitos de interesses. Porém, na semana passada soube-se que Trump seguirá como produtor executivo do programa “New Celebrity Apprentice”.

Trump havia afirmado no fim de novembro que deixaria a gestão dos negócios sob responsabilidade dos seus filhos Donald Junior, Ivanka e Eric. O empresário nova-iorquino lembrou então que as leis não o obrigam a deixar seus negócios, mas considerou que se trata de uma decisão importante para sua “imagem”.

A possibilidade de Trump permanecer ligado a seus negócios durante seu mandato como presidente é uma das maiores preocupações dos analistas de política americana. / EFE