Trump convida executivo do Goldman Sachs para chefiar Conselho Econômico Nacional da Casa Branca

Trump convida executivo do Goldman Sachs para chefiar Conselho Econômico Nacional da Casa Branca

Departamento coordena a política econômica entre as agências do governo; Gary Cohn é conhecido por suas frequentes aparições em conferências industriais e na televisão

Redação Internacional

09 Dezembro 2016 | 15h03

WASHINGTON – O presidente eleito dos EUA, Donald Trump, convidou o executivo do banco Goldman Sachs Gary Cohn para chefiar o Conselho Econômico Nacional da Casa Branca. O grupo é responsável por coordenar a política econômica entre as agências do governo, noticiou nesta sexta-feira, 9, a NBC News.

Vice-presidente sênior de operações do banco, Gary era amplamente visto como aparente sucessor do presidente-executivo do Goldman, Lloyd Blankfein.

Presidente eleito dos EUA, Donald Trump (Foto: REUTERS/Andrew Kelly)

Presidente eleito dos EUA, Donald Trump (Foto: REUTERS/Andrew Kelly)

Gary Cohn, de 56 anos, nasceu em Ohio e é um ex-negociante de commodities do Goldman, empresa para a qual entrou em 1990. Faz aparições frequentes em conferências industriais e na televisão, ao comentar sobre mercados financeiros.

Se aceitar o convite, ele estará seguindo os passos de Robert Rubin e Stephen Friedman, que também já foram executivos do Goldman. Além disso, Cohn estará se juntando a outros dois nomes que atuarão na gestão de Trump: Steve Mnuchin, escolhido para ocupar o cargo de secretário do Tesouro, e Steve Bannon, estrategista-chefe da Casa Branca. / REUTERS