As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A Arábia Saudita não será condenada por apoiar a Al Qaeda na Síria?

gustavochacra

31 Março 2015 | 11h39

Um grupo de milícias ultra radicais apoiadas pela Arábia Saudita e pela Turquia, incluindo a Frente Nusrah, como é conhecida a Al Qaeda na Síria, assumiram o controle de Idlib, derrotando as forças leais ao regime de Bashar al Assad. Esta é apenas a segunda capital que o governo sírio perde o controle. A outra, Raqaa, está nas mãos do ISIS (Grupo Estado Islâmico ou Daesh).

Está claro que os sauditas e os turcos estão mais preocupados em derrotar Assad do que enfrentar o ISIS. Até aí, tudo bem. O grave está neste apoio a milícias aliadas da Al Qaeda. Não podemos esquecer que esta rede terrorista foi responsável pelo 11 de Setembro e por dezenas ou centenas de atentados ao redor do mundo.

Para completar, logo depois de controlarem Idlib, a Al Qaeda já começou a matar minorias religiosas, incluindo cristãos, que normalmente apoiam o regime de Assad por este dar garantias de liberdades religiosas.

Guga Chacra, comentarista de política internacional do Estadão e do programa Globo News Em Pauta em Nova York, é mestre em Relações Internacionais pela Universidade Columbia. Já foi correspondente do jornal O Estado de S. Paulo no Oriente Médio e em NY. No passado, trabalhou como correspondente da Folha em Buenos Aires

Comentários islamofóbicos, antissemitas, anticristãos e antiárabes ou que coloquem um povo ou uma religião como superiores não serão publicados. Tampouco são permitidos ataques entre leitores ou contra o blogueiro. Pessoas que insistirem em ataques pessoais não terão mais seus comentários publicados. Não é permitido postar vídeo. Todos os posts devem ter relação com algum dos temas acima. O blog está aberto a discussões educadas e com pontos de vista diferentes. Os comentários dos leitores não refletem a opinião do jornalista

Acompanhe também meus comentários no Globo News Em Pauta, na Rádio Estadão, na TV Estadão, no Estadão Noite no tablet, no Twitter @gugachacra , no Facebook Guga Chacra (me adicionem como seguidor), no Instagram e no Google Plus.