As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Afinal, as pesquisas erraram ou acertaram nos EUA?

gustavochacra

07 Dezembro 2016 | 15h51

Donald Trump venceu a eleição nos Estados Unidos no Colégio Eleitoral, mas perdeu no voto popular. Alguns insistem em dizer que pesquisas erraram ou que as projeções estavam erradas. Muitos atacam jornalistas, distorcendo o que escrevemos ou dissemos. Cansei destes ataques que distorcem o cenário. Portanto escrevi este post para esclarecer.

Em tempo, antes que me critiquem dizendo que eu era Hillary (e eu poderia ser), escrevi post deixando claro que meu candidato ideal nesta eleição seria John Kasich, governador de Ohio e republicano, ou Mitt Romney, candidato republicano em 2012. Mas, sim, achava Hillary mais qualificada do que Trump. Tenho direito à minha opinião, não? Afinal, sou jornalista de opinião, não repórter. Outros preferiam Trump. Legítimo.

1. Primeiro, o voto nacional. Hillary derrotou Trump por cerca de 2,6 milhões, ou 2% dos votos. O que diziam as pesquisas no dia anterior à eleição? Ao lado de cada uma delas, coloco se acertou ou errou (note que todas têm margem de erro de 3 pontos percentuais). Note que pesquisa nacional não indica quem será eleito. Elas apenas indicam, nos EUA, quem deve vencer no voto popular, não no Colégio Eleitoral. Algumas pessoas têm dificuldade para entender isso

ABC/Washington Post – Hillary +4 (ACERTOU)

Reuters/Ipsos – Hillary +3 (ACERTOU)

You Gov/The Economist – Hillary +4% (ACERTOU)

CBS/New York Times – Hillary +4 (ACERTOU)

Bloomberg/Selzer – Hillary +3 (ACERTOU)

NBC/Wall Street Journal – Hillary +5 (ACERTOU)

NBC/Survey Monkey – Hillary +7 (ERROU)

UPI – Hillary +3 (ACERTOU)

Marist – Hillary +2 (ACERTOU)

Fox News – Hillary +4 (ACERTOU)

IBD – Hillary +1% (ACERTOU)

LA Times – Trump +3 (ERROU)

Conclusão – Logo, das 12 pesquisas NACIONAIS divulgadas na véspera da eleição, 10 acertaram o resultado dentro da margem de erro. Duas apenas erraram, sendo que uma delas errou a favor de Trump

2) E no Colégio Eleitoral? As pesquisas acertaram?

  1. As pesquisas não cravavam vencedores na Florida, Carolina do Norte, Nevada, New Hampshire e o segundo distrito do Maine
  2. As pesquisas indicavam vitórias de Trump em Ohio e Iowa (ACERTARAM)
  3. Pesquisas, de institutos menores (os grandes não fizeram pesquisa), indicavam vitória de Hillary na Pensilvânia, Wisconsin e Michigan (ERRARAM). Note que, no dia anterior à eleição escrevi (e falei na Globo News) indiquei claramente que Hillary corria risco nestes Estados – “Claro, precisa prestar atenção em Michigan, Colorado, Wisconsin e Pensilvânia, onde ela é favorita, mas Trump pode surpreender (neste caso, provavelmente ele teria vencido os outros Estados). Eu ficarei muito atento a Michigan, onde as pesquisas não tem muita qualidade. Nas primárias, Hillary tinha 20% de vantagem sobre Bernie Sanders, mas perdeu. Eu colocaria Michigan entre os Estados imprevisíveis, o que abre uma porta importante para Trump. Mas a maioria dos analistas discorda de mim e crava vitória de Hillary neste Estado”

Conclusão – As pesquisas erraram o resultado em três dos 51 Estados americanos – Pensilvânia, Wisconsin e Michigan. Ainda assim, eram pesquisas de institutos menores e muitos, incluindo eu, avaliavam que elas podiam erradas

3. E as projeções?

Fiverthirtyeight – Hillary 71,6% (NÃO DÁ PARA DIZER QUE ERROU, POIS DAVA 28% de CHANCE DE TRUMP GANHAR; EQUIVALE A PERGUNTAR ALEATORIAMENTE NAS RUAS DE SP SE A PESSOA É CORINTIANA E ELA DISSER QUE SIM)

Princeton Election – Hillary 99 (ERROU FEIO)

Upshot/New York Times – Hillary 84% (NÃO DÁ PARA DIZER QUE ERROU, POIS DAVA 16% DE CHANCE DE TRUMP GANHAR; EQUIVALE A PERGUNTAR ALEATORIAMENTE NAS RUAS DO RIO SE A PESSOA É VASCAÍNA E ELA DISSER QUE SIM, SEGUNDO PESQUISA LANCE/IBOPE)

Predictwise – Hillary 88% ((NÃO DÁ PARA DIZER QUE ERROU TOTALMENTE, POIS DAVA 12% DE CHANCE DE TRUMP GANHAR; EQUIVALE A PERGUNTAR ALEATORIAMENTE NAS RUAS DO RIO SE A PESSOA É FLUMINENSE E ELA DISSER QUE SIM, SEGUNDO PESQUISA LANCE/IBOPE)

Huffington Post – Hillary 98% (ERROU)

Reuters – Hillary 90% ((NÃO DÁ PARA DIZER QUE ERROU, POIS DAVA 16% DE CHANCE DE TRUMP GANHAR; EQUIVALE A PERGUNTAR ALEATORIAMENTE NAS RUAS DO RIO SE A PESSOA É BOTAFOGUENSE E ELA DISSER QUE SIM, SEGUNDO PESQUISA LANCE/IBOPE)

CNN – Hillary 92% ((NÃO DÁ PARA DIZER QUE ERROU, POIS DAVA 8% DE CHANCE DE TRUMP GANHAR; EQUIVALE A PERGUNTAR ALEATORIAMENTE NAS RUAS DE SO SE A PESSOA É SANTISTA E ELA DISSER QUE SIM, SEGUNDO PESQUISA LANCE/IBOPE)

Daily Kos – Hillary 96% (ERROU)

Conclusão – No geral, as previsões não acertaram, pois indicavam Hillary como favorite. Mas tampouco erraram totalmente, pois 5 das 7 projeções não descartavam uma vitória de Trump

Guga Chacra, blogueiro de política internacional do Estadão e comentarista do programa Globo News Em Pauta em Nova York, é mestre em Relações Internacionais pela Universidade Columbia. Já foi correspondente do jornal O Estado de S. Paulo no Oriente Médio e em NY. No passado, trabalhou como correspondente da Folha em Buenos Aires

Comentários na minha página no Facebook. Peço que evitem comentários islamofóbicos, antissemitas, anticristãos e antiárabes ou que coloquem um povo ou uma religião como superiores. Também evitem ataques entre leitores ou contra o blogueiro.  Não postem vídeos ou textos de terceiros. Todos os posts devem ter relação com algum dos temas acima. O blog está aberto a discussões educadas e com pontos de vista diferentes. Os comentários dos leitores não refletem a minha opinião e não tenho condições de monitorar todos os comentários
Acompanhe também meus comentários no Globo News Em Pauta, no Twitter @gugachacra , no Facebook Guga Chacra (me adicionem como seguidor) e no Instagram