As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Do Oriente Médio a São Paulo – Paulistas têm governador judeu e prefeito árabe

gustavochacra

31 Março 2010 | 19h12

São Paulo realmente é um lugar diferente. A partir de agora, com a saída do “italiano” José Serra, temos um prefeito de origem libanesa, Gilberto Kassab, e um governador judeu, Alberto Goldman. Se não estou enganado, será o primeiro da comunidade judaica na capital paulista. Do “Oriente Médio”, já tivemos, antes, Paulo Maluf como governador. Filho de libaneses, ele também foi prefeito, assim como o Salim Curiati (1982-83) e o William Salem (1955), que também são filhos de imigrantes do país dos cedros. Outros “árabes” na política são o Michel Temer, o Espiridião Amin, o Anthony Garotinho, o Tasso Jereissati, o Pedro Simon e o Almir Gabriel. A Argentina teve o Carlos Menem, sírio e muçulmano, como presidente. No Equador, o Abdullah Bukaram e o Jamil Mawad.

Os judeus se saem melhor nos EUA. O prefeito de Nova York é Michael Bloomberg. Até pouco tempo atrás, o Eliot Spitzer era governador. E há ainda o senador Joe Lieberman. O presidente da França e marido da Carla Bruni, Nicolas Sarkozy, também tem sangue judaico. Entre os brasileiros, vale destacar a família Feldman.

Aconselho a leitura do blog da Adriana Carranca, que esteve no Haiti na semana passada. O link é http://blogs.estadao.com.br/adriana-carranca/

Perfil do blogueiro (coloco aqui porque a ferramenta ao lado não funciona)


O jornalista Gustavo Chacra, mestre em Relações Internacionais pela Universidade Columbia, é correspondente de “O Estado de S. Paulo” em Nova York. Já fez reportagens do Líbano, Israel, Síria, Cisjordânia, Faixa de Gaza, Jordânia, Egito, Turquia, Omã, Emirados Árabes, Yemen e Chipre quando era correspondente do jornal no Oriente Médio. Participou da cobertura da Guerra de Gaza, Crise em Honduras, Crise Econômica nos EUA e na Argentina, Guerra no Líbano, Terremoto no Haiti e crescimento da Al Qaeda no Yemen. No passado, trabalhou como correspondente da Folha em Buenos Aires. Este blog foi vencedor do Prêmio Estado de Jornalismo em 2009

Comentários islamofóbicos, anti-semitas e anti-árabes ou que coloquem um povo ou uma religião como superiores não serão publicados. Tampouco ataques entre leitores ou contra o blogueiro. Pessoas que insistirem em ataques pessoais não terão mais seus comentários publicados. Não é permitido postar vídeo. Todos os posts devem ter relação com algum dos temas acima. O blog está aberto a discussões educadas e com pontos de vista diferentes

Mais conteúdo sobre:

Governador JudeuPrefeito Árabe