As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Por que há desinformação sobre a luta dos EUA contra o ISIS?

gustavochacra

13 Abril 2016 | 14h31

Há uma série de críticas a se fazer ao presidente Barack Obama em política externa. Ele próprio admitiu ter errado ao não se preparar tanto para o período pós deposição de Muamar Kadafi na Líbia – eu já acho que a intervenção por si só foi equivocada, mas isso é discutível. Yemen, Síria e Egito são outros exemplos de países mais caóticos depois de Obama assumir, embora a culpa do presidente seja relativa nestes casos.

Mas há uma desinformação sobre o combate ao ISIS, também conhecido como Grupo Estado Islâmico ou Daesh. Candidatos republicanos e muitos críticos de Obama, inclusive no Brasil, insistem que o presidente dos EUA não faz nada para combater a organização terrorista.

Na verdade, Obama construiu uma ampla coalizão para combater o grupo no Iraque e na Síria. No caso iraquiano, esta coalizão já conseguiu recuperar 40% do território. Na Síria, é um pouco menos e mais difícil de calcular porque a coalizão comandada pela Rússia, a favor do regime de Bashar al Assad e com o apoio do Hezbollah e do Irã, é quem mais tem obtido resultados.

Até agora, os ataques americanos já deixaram mais de 25 mil membros do ISIS mortos. Pode-se criticá-lo, claro, por ter matado também centenas ou mesmo milhares de civis nestas operações. Mas não por não fazer nada contra o ISIS. Tudo isso com apenas uma baixa americana. A Guerra do Iraque, por sua vez, deixou 4 mil jovens americanos mortos, além de outros 8 mil que se suicidaram por stress pós traumático depois de retornarem.

Guga Chacra, blogueiro de política internacional do Estadão e comentarista do programa Globo News Em Pauta em Nova York, é mestre em Relações Internacionais pela Universidade Columbia. Já foi correspondente do jornal O Estado de S. Paulo no Oriente Médio e em NY. No passado, trabalhou como correspondente da Folha em Buenos Aires

Comentários na minha página no Facebook. Peço que evitem comentários islamofóbicos, antissemitas, anticristãos e antiárabes ou que coloquem um povo ou uma religião como superiores. Também evitem ataques entre leitores ou contra o blogueiro.  Não postem vídeos ou textos de terceiros. Todos os posts devem ter relação com algum dos temas acima. O blog está aberto a discussões educadas e com pontos de vista diferentes. Os comentários dos leitores não refletem a minha opinião e não tenho condições de monitorar todos os comentários

Acompanhe também meus comentários no Globo News Em Pauta, no Twitter @gugachacra , no Facebook Guga Chacra (me adicionem como seguidor) e no Instagram