As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Times Square a Wall Street – Não há segurança em Nova York e novos atentados podem ocorrer

gustavochacra

02 Maio 2010 | 12h27

Não há segurança nos metrôs, nas ruas, nos trens e nos ônibus de Nova York, conforme ficou comprovado na tentativa de atentado ontem no Times Square. Escrevi aqui algumas vezes que, ao viajar de trem de Nova York para Washington, passageiros e bagagens não passam por detector de metal ou aparelhos de raio-x, apesar de termos que jogar a pasta de dente no lixo em aeroportos. Além disso, mesmo depois de inúmeros falsos alarmes de atentados no Times Square, inclusive no ano passado, ainda dava para estacionar veículos no meio daquela multidão de turistas sem que a polícia fiscalizasse.

Desta vez, o vendedor de camisetas salvou a cidade de um mega atentado. O mesmo ocorreu em Detroit, no Natal do ano passado, quando um nigeriano fracassou na tentativa de explodir um avião. Mas uma hora, quer queira quer não, teremos um novo ataque terrorista. Provavelmente mais próximo do de Oklahoma, ocorrido há 15 anos, do que do 11 de Setembro. Os autores, claro, podem ser tanto terroristas da Al Qaeda, como em 2001, ou supremacistas, como em 1995.

Certamente, a segurança será reforçada nos próximos dias. Mas por quanto tempo? E seria possível fiscalizar todas as dezenas de milhares de  veículos que cruzam túneis e pontes para Nova York todos os dias? E as milhões que utilizam os metrôs?

Comentários islamofóbicos, anti-semitas e anti-árabes ou que coloquem um povo ou uma religião como superiores não serão publicados. Tampouco ataques entre leitores ou contra o blogueiro. Pessoas que insistirem em ataques pessoais não terão mais seus comentários publicados. Não é permitido postar vídeo. Todos os posts devem ter relação com algum dos temas acima. O blog está aberto a discussões educadas e com pontos de vista diferentes

O jornalista Gustavo Chacra, mestre em Relações Internacionais pela Universidade Columbia, é correspondente de “O Estado de S. Paulo” em Nova York. Já fez reportagens do Líbano, Israel, Síria, Cisjordânia, Faixa de Gaza, Jordânia, Egito, Turquia, Omã, Emirados Árabes, Yemen e Chipre quando era correspondente do jornal no Oriente Médio. Participou da cobertura da Guerra de Gaza, Crise em Honduras, Crise Econômica nos EUA e na Argentina, Guerra no Líbano, Terremoto no Haiti e crescimento da Al Qaeda no Yemen. No passado, trabalhou como correspondente da Folha em Buenos Aires. Este blog foi vencedor do Prêmio Estado de Jornalismo em 2009, empatado com o blogueiro Ariel Palacios

Leia os blogs dos correspondentes internacionais do Estadão –

Ariel Palacios (Buenos Aires) – http://blogs.estadao.com.br/ariel-palaci…

Patricia Campos Mello (Washington) – http://blogs.estadao.com.br/patricia-cam…

Claudia Trevisan (Pequim) – http://blogs.estadao.com.br/claudia-trev…

e Adriana Carranca (pelo mundo) – http://blogs.estadao.com.br/adriana-carr…