A aliança EUA-China

Lourival Sant’Anna

16 Abril 2017 | 11h58

Durante a campanha presidencial do ano passado, e mesmo depois de eleito, a hostilidade de Donald Trump para com a China fez soar o alarme de que o mundo poderia sucumbir a uma guerra comercial – se não a uma guerra no sentido literal. Não foi o rumo tomado pelo presidente americano. Suas negociações com o presidente Xi Jinping apontam para a construção de um acordo amplo, no qual o comércio é colocado sobre a mesa com o tema da defesa.

Clique aqui para ler minha coluna no Estadão

0 Comentários