Países, como pessoas, às vezes pegam ônibus errados

Lourival Sant’Anna

09 Abril 2016 | 10h34

A Argentina deixou de ser país-problema do Cone Sul e cedeu esse lugar ao Brasil. A renúncia do primeiro-ministro da Islândia prova que não se deve idealizar países, mas ao mesmo tempo mostra a rapidez da reação contra a corrupção em uma sociedade avançada, em contraste com a tolerância no Brasil e em outros lugares. Em entrevista a Haisem Abaki e Alessandra Romano, da Rádio Estadão, falei sobre como tratarei desses e de outros temas, na coluna dominical e neste blog.
Clique no Play para ouvir: