Poder ou onipotência?

Lourival Sant’Anna

11 Dezembro 2016 | 11h28

Nas minhas andanças, aprendi que a cultura é a força dominante sobre a lei, a religião, a economia e a política. O embate entre o STF e o Senado nessa semana foi interpretado como choque entre instituições, mas isso é apenas consequência de outro choque, mais profundo, entre duas culturas de poder coexistentes no Brasil: uma que o vê como intrinsecamente ilimitado e outra que só o considera legítimo quando respeita limites.

Clique aqui para ler minha coluna no Estadão.