Pré-candidato republicano sugere que Exército combata tráfico no México

Estadão

05 Outubro 2011 | 15h28

O governador do Texas, Rick Perry, pré-candidato republicano à presidência dos EUA em 2012, causou um desconforto diplomático  no começo da semana. Em um evento de campanha em New Hampshire, Perry sugeriu que o país mande tropas para o México para lidar com o problema do tráfico de drogas no vizinho.

” Nossos militares podem ter de trabalhar em conjunto com autoridades mexicanas para matar os cartéis e mantê-los longe de nossas fronteiras”, disse.  “Não conheço todos os cenários ali, mas acredito que seja importante impedir o país de se tornar um Estado falido.”

A fala de Perry fez o embaixador mexicano nos EUA, Arturo Sarukhán ir a público desmentir que existam propostas nesse sentido. “Não é um componente que se esteja prevendo e não faz parte dos esquemas inovadores que México e EUA estão usando para combater o crime organizado transnacional”, disse, segundo o diário El Universal.

Cartéis como o de Tijuana, Sinaloa, Juárez e os Zetas controlam os Estados mexicanos fronteiriços aos EUA. Só em Ciudad Juárez, na divisa com o Texas, a violência relacionada ao tráfico deixou 7 mil mortes nos últimos dois anos.

Ainda sobre o tema, recomendo duas leituras: a primeira, publicada na edição de domingo do Estado, sobre o envio de armas dos EUA para o México. A segunda, deste infográfico da Associated Press sobre a questão