Notícias de uma guerra não tão particular

A cidade do Rio de Janeiro vive momentos antagônicos. De um lado a euforia por ser escolhida sede dos Jogos Olímpicos de 2016 e também, ser uma das sedes da Copa do Mundo de 2014. Por outro lado o conflito entre traficantes e a polícia é cada vez mais intenso. No último sábado, um helicóptero da Polícia Militar foi abatido por bandidos. Três policiais morreram no desastre. De lá para cá, as mortes se sucederam e os números não param de crescer. Até hoje (23/10) mais de 40 pessoas foram mortas por conta dos confrontos. As imagens contidas neste ensaio fotográfico mostram toda crueldade desta verdadeira guerra que atinge a todos. Os dramas, os medos, o descontrole social estão contidas nas fotografias de Wilton Júnior e Fábio Motta, ambos fotojornalistas do 'Estado'. Este conjunto de fotos traz imagens que podem causar algum desconforto.

Estadão

22 Outubro 2009 | 15h26

 

Duas cidades: policial fortemente armado passa em frente a painel na favela de Manguinhos, zona norte. Foto: WILTON JÚNIOR/AE

Duas cidades: policial fortemente armado passa em frente a painel na favela de Manguinhos, zona norte. Foto: WILTON JÚNIOR/AE


 

Foto: WILTON JÚNIOR/AE

Barbárie: um corpo foi deixado dentro de um carrinho de supermercado, na Rua Senador Nabuco, em Vila Isabel na zona norte. Foto: WILTON JÚNIOR/AE

Foto: WILTON JÚNIOR/AE

Helicóptero da Polícia Militar abatido por traficantes durante confronto. A aeronave caiu no Bairro do Sampaio. Foto: WILTON JÚNIOR/AE

Foto: WILTON JÚNIOR/AE

Quatro ônibus foram queimados nos acessos à favela do Jacarezinho no sábado. Foto: WILTON JÚNIOR/AE

Foto: WILTON JÚNIOR/AE

Fogo cruzado: população é quem mais sofre com guerra entre as quadrilhas e a polícia. Foto: WILTON JÚNIOR/AE

Foto: WILTON JÚNIOR/AE

Favela do Jacarezinho é um dos focos das operações policiais. Foto: WILTON JÚNIOR/AE

Foto: WILTON JÚNIOR/AE

Um corpo: domingo, 18/10/2009, Favela do Jacarezinho, Rio de Janeiro. Foto: WILTON JÚNIOR/AE

Foto: WILTON JÚNIOR/AE

Uma realidade: domingo, 18/10/2009, Favela do Jacarezinho, Rio de Janeiro. Foto: WILTON JÚNIOR/AE

Foto: WILTON JÚNIOR/AE

Rio de Janeiro: domingo, 18/10/2009, Favela do Jacarezinho, zona norte. Foto: WILTON JÚNIOR/AE

Foto: WILTON JÚNIOR/AE

Operação policial na Favela de Manguinhos. Foto: WILTON JÚNIOR/AE

Foto: WILTON JÚNIOR/AE

Cena de guerra: policiais tomam posição de combate no Morro da Matriz. Foto: WILTON JÚNIOR/AE

Foto: FÁBIO MOTTA/AE

Drama: Mãe do policial militar, Marcos Stadler Macedo, morto em combate no Morro dos Macacos. Foto: WILTON JÚNIOR/AE

Foto: FÁBIO MOTTA/AE

Homenagem: enterro dos policiais Marcos Stadler Macedo e Ednei Canavarro no cemitério Jardim da Saudade. Foto: WILTON JÚNIOR/AE

Foto: FÁBIO MOTTA/AE

Enterro: corpo do cabo Izo Gomes Patrício, terceira vítima da queda do helicóptero, conduzido por colegas de corporação. Foto: FÁBIO MOTTA/AE

Foto: FÁBIO MOTTA/AE

Lembrança: retrato do cabo Izo Gomes Patrício. Foto: FÁBIO MOTTA/AE

Foto: WILTON JÚNIOR/AE

Chuva de rosas: pétalas são lançadas por helicóptero durante enterro dos policiais Marcos Stadler Macedo e Ednei Canavarro. Foto: WILTON JÚNIOR/AE

Foto: WILTON JÚNIOR/AE

Poder paralelo: policial militar passa por muro pichado com iniciais do Comando Vermelho. Foto: WILTON JÚNIOR/AE

Foto: WILTON JÚNIOR/AE

Esperança: em outro muro, na Favela do Jacarezinho a palavra que sintetiza o desejo da população. Foto: WILTON JÚNIOR/AE

Solidariedade: taxista protege passageiras em meio a tiroteio na Penha, zona norte. Foto: WILTON JÚNIOR/AE

Solidariedade: taxista protege passageiras em meio a tiroteio na Penha, zona norte. Foto: WILTON JÚNIOR/AE