Violência no México

Ciudad Juárez, cidade mexicana que faz fronteira com o Texas (EUA), é uma área praticamente dominada pelo narcotráfico. Os repórteres Fausto Macedo e Evelson de Freitas, do "Estado", estiveram lá e contam histórias que evidenciam a ação dos cartéis e, também, mostram a dura rotina das forças de segurança, no combate ao crime organizado. Leia matéria.

Estadão

22 Maio 2010 | 16h00

Policiais preservam local onde Sandra Rosales Benitez, 20 anos, foi assassinada com 8 tiros, em Juarez. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Policiais preservam local onde Sandra Rosales Benitez, 20 anos, foi assassinada com 8 tiros, em Juarez. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Ponte Santa Fé, sobre o Rio Bravo, na fronteira que separa os EUA (Los Passos) do México (Juarez). Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Ponte Santa Fé, sobre o Rio Bravo, na fronteira que separa os EUA (Los Passos) do México (Juarez). Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Placa de advertência, próxima à Ponte Santa Fé, sobre o Rio Bravo, na fronteira que separa os EUA (Los Passos) do México (Juarez). Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Placa de advertência, próxima à Ponte Santa Fé, sobre o Rio Bravo, na fronteira que separa os EUA (Los Passos) do México (Juarez). Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Mulheres pagam promessa carregando imagem da Virgem Maria, padroeira do México, próximo da fronteira com os EUA, em Anapra. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Mulheres pagam promessa carregando imagem da Virgem Maria, padroeira do México, próximo da fronteira com os EUA, em Anapra. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Trecho do muro na cidade de Juarez, que demarca a fronteira entre México e EUA, e que tem mais de 300 km de extensão. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Trecho do muro na cidade de Juarez, que demarca a fronteira entre México e EUA, e que tem mais de 300 km de extensão. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Soldados do exército mexicano patrulham a saída da cidade de Juarez, próximo à fronteira com os EUA, em Chihuahua. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Soldados do exército mexicano patrulham a saída da cidade de Juarez, próximo à fronteira com os EUA, em Chihuahua. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Policiais preservam local onde Sandra Rosales Benitez, 20 anos, foi assassinada com 8 tiros, em Juarez. Autoridades suspeitam que se trata de mais uma vítima da guerra entre os cartéis de narcotráfico no México. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Policiais preservam local onde Sandra Rosales Benitez, 20 anos, foi assassinada com 8 tiros, em Juarez. Autoridades suspeitam que se trata de mais uma vítima da guerra entre os cartéis de narcotráfico no México. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Trecho do muro na cidade de Juarez, que demarca a fronteira entre México e EUA, e que tem mais de 300 km de extensão. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Trecho do muro na cidade de Juarez, que demarca a fronteira entre México e EUA, e que tem mais de 300 km de extensão. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Soldados do exército mexicano patrulham a saída da cidade de Juarez, próximo à fronteira com os EUA, em Chihuahua. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Soldados do exército mexicano patrulham a saída da cidade de Juarez, próximo à fronteira com os EUA, em Chihuahua. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Centro comunitário

Centro comunitário "O Pescador", na margem do Rio Bravo, local em que pastores evangélicos acolhem os drogados e oferecem comida. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

José Ramon Acosta Rocha, 32 anos, motorista de  carro de funerária, executado no local de trabalho, na cidade Juarez. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

José Ramon Acosta Rocha, 32 anos, motorista de carro de funerária, executado no local de trabalho, na cidade Juarez. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

José Ramon Acosta Rocha, 32 anos, motorista de  carro de funerária, executado no local de trabalho, na cidade Juarez. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

José Ramon Acosta Rocha, 32 anos, motorista de carro de funerária, executado no local de trabalho, na cidade Juarez. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Na fronteira entre o México e os EUA, seis policiais e um civil foram mortos durante tiroteio entre a polícia e pistoleiros, supostamente ligados aos cartéis de drogas que dominam a região de Juarez. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Na fronteira entre o México e os EUA, seis policiais e um civil foram mortos durante tiroteio entre a polícia e pistoleiros, supostamente ligados aos cartéis de drogas que dominam a região de Juarez. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Detalhe do ônibus, no Centro da cidade de Juarez.  Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Detalhe do ônibus, no Centro da cidade de Juarez. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Na fronteira entre o México e os EUA, seis policiais e um civil foram mortos durante tiroteio entre a polícia e pistoleiros, supostamente ligados aos cartéis de drogas que dominam a região de Juarez. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Na fronteira entre o México e os EUA, seis policiais e um civil foram mortos durante tiroteio entre a polícia e pistoleiros, supostamente ligados aos cartéis de drogas que dominam a região de Juarez. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Na fronteira entre o México e os EUA, seis policiais e um civil foram mortos durante tiroteio entre a polícia e pistoleiros, supostamente ligados aos cartéis de drogas que dominam a região de Juarez. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Na fronteira entre o México e os EUA, seis policiais e um civil foram mortos durante tiroteio entre a polícia e pistoleiros, supostamente ligados aos cartéis de drogas que dominam a região de Juarez. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Muro de uma escola infantil na colônia de Anapra, periferia de Juarez. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Muro de uma escola infantil na colônia de Anapra, periferia de Juarez. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Na fronteira entre o México e os EUA, seis policiais e um civil foram mortos durante tiroteio entre a polícia e pistoleiros, supostamente ligados aos cartéis de drogas que dominam a região de Juarez. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Na fronteira entre o México e os EUA, seis policiais e um civil foram mortos durante tiroteio entre a polícia e pistoleiros, supostamente ligados aos cartéis de drogas que dominam a região de Juarez. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Local de trabalho do jornalista, Armando Rodrigues, o

Local de trabalho do jornalista, Armando Rodrigues, o "El Choco", do jornal "Le Diario", assassinado pelos narcotraficantes que dominam a região. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Pichação em um muro na rua Colômbia, em Juarez, de autoria de um de grupo de narcotraficantes que domina a região, e que assumiu a autoria do atentado que matou 7 pessoas. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Pichação em um muro na rua Colômbia, em Juarez, de autoria de um de grupo de narcotraficantes que domina a região, e que assumiu a autoria do atentado que matou 7 pessoas. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Na fronteira entre o México e os EUA, seis policiais e um civil foram mortos durante tiroteio entre a polícia e pistoleiros, supostamente ligados aos cartéis de drogas que dominam a região de Juarez. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Na fronteira entre o México e os EUA, seis policiais e um civil foram mortos durante tiroteio entre a polícia e pistoleiros, supostamente ligados aos cartéis de drogas que dominam a região de Juarez. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Trincheiras na entrada da sede da policia federal, no Centro de Juarez. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Trincheiras na entrada da sede da policia federal, no Centro de Juarez. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Na fronteira entre o México e os EUA, seis policiais e um civil foram mortos durante tiroteio entre a polícia e pistoleiros, supostamente ligados aos cartéis de drogas que dominam a região de Juarez. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Na fronteira entre o México e os EUA, seis policiais e um civil foram mortos durante tiroteio entre a polícia e pistoleiros, supostamente ligados aos cartéis de drogas que dominam a região de Juarez. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Cidade de Juarez. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Cidade de Juarez. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Cruzes em frente ao Palácio da Justiça, que indica o assassinato de mulheres na região. Nos últimos anos, 61 mulheres foram mortas.  Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Cruzes em frente ao Palácio da Justiça, que indica o assassinato de mulheres na região. Nos últimos anos, 61 mulheres foram mortas. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Bares noturnos fechados no centro de Juarez. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Bares noturnos fechados no centro de Juarez. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Dono de duas casas noturnas da região, que pretende mudar de ramo, devido a imposição de fechamento dos bares. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Dono de duas casas noturnas da região, que pretende mudar de ramo, devido a imposição de fechamento dos bares. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Cruzes em memória às mulheres mortas pelo narcotráfico nos últimos anos, em Juarez. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Cruzes em memória às mulheres mortas pelo narcotráfico nos últimos anos, em Juarez. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Blanca Alicia Martinez de la Rocha, 40 anos, viúva de Armando Rodrigues, repórter policial do jornal

Blanca Alicia Martinez de la Rocha, 40 anos, viúva de Armando Rodrigues, repórter policial do jornal "El Diario", morto a mando dos cartéis de droga que atuam na região. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Cidade de Juarez, México. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Cidade de Juarez, México. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Cruzes que representam crianças vítimas do narcotráfico na região de Juarez, colocadas próxima à igreja El Carmen. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Cruzes que representam crianças vítimas do narcotráfico na região de Juarez, colocadas próxima à igreja El Carmen. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Violência vivida na região da cidade de Juarez é tema de grafite na Rua Miguel Idalgo. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Violência vivida na região da cidade de Juarez é tema de grafite na Rua Miguel Idalgo. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Pistoleiros, supostamente ligados ao narcotráfico,  invadiram um velório e mataram uma mulher de 70 anos e feriram mais seis pessoas, em Juarez.  Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Pistoleiros, supostamente ligados ao narcotráfico, invadiram um velório e mataram uma mulher de 70 anos e feriram mais seis pessoas, em Juarez. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Casal de noivos foram assassinados por pistoleiros, supostamente ligados ao narcotráfico, em Juarez. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE

Casal de noivos foram assassinados por pistoleiros, supostamente ligados ao narcotráfico, em Juarez. Foto: EVELSON DE FREITAS/AE