As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ao explicar conversa com Xi, Trump se confunde e diz que atacou Iraque

Presidente também se prolongou ao explicar que a notícia foi dada ao líder chinês enquanto ambos saboreavam, de sobremesa, o 'mais bonito bolo de chocolate' já visto

Redação Internacional

12 Abril 2017 | 16h20

O presidente americano, Donald Trump, se confundiu e trocou Síria por Iraque ao explicar à Fox News como contou ao presidente chinês, Xi Jinping, sua decisão de bombardear posições do regime sírio. Trump também se prolongou ao explicar que a notícia foi dada ao líder chinês enquanto ambos saboreavam, de sobremesa, o “mais bonito bolo de chocolate” já visto.

No dia 6, os EUA conduziram a primeira ofensiva militar direta contra posições do governo Assad na Síria, em retaliação ao ataque com armas químicas que matou dezenas três dias antes. O bombardeio contra pistas de pouso, aviões e centrais de abastecimento representou uma guinada na posição do governo Trump.

A autorização para o lançamento de 59 mísseis Tomahawk foi dada pelo presidente enquanto ele recebia Xi em uma visita oficial ao seu clube particular Mar-a-Lago, na Flórida, que foi informado mais tarde sobre a decisão. Trump forneceu, em entrevista ao programa Fox Business, detalhes de como a conversa ocorreu.


“Tínhamos acabado de terminar o jantar. Estávamos então na sobremesa. E era o mais bonito pedaço de bolo de chocolate que você já viu e o presidente Xi estava gostando”, narrou Trump. “‘Me deixe explicar algo a você (XI)’, isso durante a sobremesa” explicou o presidente americano.

“Nós acabamos de lançar 59 mísseis, todos eles disparados, inacreditável, de centenas de milhares de quilômetros. Isso é brilhante, é genial, o que nós temos em termos de tecnologia ninguém pode chegar perto de competir. Então eu disse: ‘nós acabamos de lançar 59 mísseis em direção ao Iraque'”, confunde-se Trump. “Contra a Síria?”, interrompe a entrevistadora.

“Sim, contra a Síria. E quero que você (Xi) saiba disso”, disse. Trump explica que o líder chinês ficou imóvel por dez segundos. “Não achei que isso fosse um bom sinal”, lembrou. Mas Xi, segundo ele, teria dito logo em seguida que “(contra) qualquer um que use gás, algo tão brutal, para fazer aquilo com crianças e bebês, está certo”.