As informações e opinões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cinco chavistas cruciais para a Constituinte de Maduro

Conheça os chavistas que devem liderar as discussões na Assembleia Constituinte

Redação Internacional

01 Agosto 2017 | 05h00

Diosdado Cabello
Vice-presidente do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), foi presidente da Assembleia Nacional e era deputado na Assembleia Nacional. Participou do golpe de Estado de Hugo Chávez contra Carlos Andrés Perez em 1992. No golpe de 2002 contra o líder bolivariano, liderou a resistência ao grupo do empresário Pedro Carmona

Diosdado Cabello é o homem forte do chavismo . REUTERS/Miraflores Palace/Handout via Reuters

Cilia Flores
Chamada por Maduro de “primeira combatente”, sua mulher foi advogada de Hugo Chávez nos anos 90. Foi presidente do Parlamento e procuradora-geral. Como primeira-dama, foi acusada pela oposição de nepotismo, algo que ela nega.

Delcy Rodríguez
Deixou o cargo de chanceler para candidatar-se a uma vaga na Constituinte. Na chefia da diplomacia venezuelana, travou embates duros com presidentes da região, como Pedro Pablo Kuczynski, do Peru, e Mauricio Macri, da Argentina.


Iris Varela
Ministra de Assuntos Penitenciários, é conhecida pelo temperamento forte. Já agrediu jornalistas e usou palavras de baixo calão em entrevistas

Aristóbulo Istúriz
Foi vice-presidente de Maduro e é um veterano do chavismo, tendo militado em partidos da Quarta República, como a ação democrática. Era tido como “moderado”

Mais conteúdo sobre:

Venezuela