As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cronologia: os 15 dias que derrubaram Mugabe

Crise foi provocada pela sua decisão de demitir o vice-presidente Emmerson Mnangagwa, em meio a rumores de que ele queria preparar sua mulher Grace Mugabe para substituí-lo no poder

Redação Internacional

21 Novembro 2017 | 15h34

O presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, renunciou ao cargo três semanas depois de uma grave crise política, provocada pela sua decisão de demitir o vice-presidente Emmerson Mnangagwa, em meio a rumores de que ele queria preparar sua mulher Grace Mugabe para substituí-lo no poder. Acompanhe os principais momentos da crise:

Presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, costuma ser flagrado cochilando em alguns eventos (Foto: AFP PHOTO / SEBASTIEN RIEUSSEC)

Presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, (Foto: AFP PHOTO / SEBASTIEN RIEUSSEC)

6 de novembro
Demissão do vice
Após uma campanha de insultos públicos contra Mnangagwa, Mugabe o demite, acusado de tentar tomar o poder com auxílio de bruxaria. O vice foge do país

13 de novembro
Ameaça militar
O chefe do Exército, Constantino Chiwenga, faz um raro pronunciamento público no qual diz que as Forças Armadas não hesitarão em agir para acalmar a crise política e critica o manejo da economia do país


14 de novembro
Intervenção
Tanques armados saem as ruas de Harare e tomam a TV estatal do Zimbábue

15 de novembro
Mugabe preso
O presidente é colocado em prisão militar e começa uma perseguição contra “corruptos” em seu entorno. Grace Mugabe deixa de aparecer em público

16 de novembro
Rumores
A imprensa estatal publica imagens de Mugabe cumprimentando os chefes do Exército e as forças armadas evitam falar abertamente em golpe

17 de novembro
Aparição pública
Mugabe aparece em público pela primeira vez desde a prisão domiciliar e o Exército continua a se referir a ele como presidente. A oposição convoca uma marcha contra o presidente

18 de novembro
Milhares nas ruas
1,6 milhão de pessoas tomam as ruas de Harare no maior ato contra Mugabe desde que ele tomou o poder em 1980

19 de novembro
Expulsão do partido
O Zanu-PF expulsa Mugabe do comando do partido e ele fica politicamente ainda mais frágil, mas ao contrário das expectativas, vai à TV e não renuncia, prometendo seguir no cargo para “liderar a transição”

20 de novembro
Ameaça de impeachment
O Congresso anuncia que votará a destituição de Mugabe caso ele não renuncie. No dia seguinte, momentos antes da votação, o presidente entrega o cargo

Mais conteúdo sobre:

Robert MugabeZimbábue