As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Curdistão iraquiano inaugura a Universidade Católica de Erbil

Essa será a primeira universidade católica no Iraque, e uma forma de desafiar o Estado Islâmico

Redação Internacional

22 Outubro 2015 | 07h00

Católicos no Iraque vão “desafiar” o Estado Islâmico (EI) não com armas ou violência, mas com educação. Hoje, será aberta oficialmente a Universidade Católica de Erbil, localizada na cidade curda homônima, capital do Curdistão iraquiano.

Segundo nota divulgada pela agência de notícias do Vaticano, a News.VA, a primeira pedra da nova universidade foi colocada em Ankawa, subúrbio de Erbil, habitado principalmente por cristãos, no dia 20 de outubro de 2012. A Igreja local cedeu 30 mil metros quadrados para a construção da universidade.

“O objetivo desde o início foi o de criar um centro de ensino universitário privado aberto a todos, de acordo com as exigências do mercado e intimamente associado à pesquisa científica”, diz a nota do Vaticano.

Depois de quase três anos, após as convulsões que envolveram as regiões do norte do Iraque e levaram para Ankawa milhares de refugiados cristãos forçados a fugir dos jihadistas do Estado islâmico, a universidade diz ter a intençaõ de ser um sinal concreto de ajuda aos jovens cristãos iraquianos, que inevitavelmente tentam fugir para o exterior e “deixar para trás os horrores da guerra e as incertezas e ameaças que pesam sobre o futuro”.

Mais conteúdo sobre:

ErbilIraqueuniversidade católica