Diferenças entre Obama e Trump sobre imigração
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Diferenças entre Obama e Trump sobre imigração

Governo atual ampliou o universo de imigrantes sem documentos que podem ser deportados dos EUA ao revogar diretrizes que davam prioridade aos que haviam cometido crimes graves ou haviam sido apreendidos ao entrar de maneira ilegal no país

Redação Internacional

21 Fevereiro 2017 | 16h39

Imigrante é detido nos EUA - Foto: AP

Imigrante é detido nos EUA – Foto: AP

Prioridades de Obama para deportação:

– Nos primeiros anos de sua administração, Obama adotou uma linha dura em relação a deportações, na esperança de que isso ajudaria a aprovação de uma reforma migratória no Congresso

– A proposta em discussão abria caminho para obtenção de cidadania por muitos dos que vivem de maneira irregular no país

– Quando a reforma naufragou, em 2014, Obama adotou medidas que restringiram as deportações e estabeleceu prioridades para a ação dos agentes de imigração

– As regram deram prioridade à deportação de estrangeiros envolvidos em ou suspeitos de praticar atos de terrorismo ou espionagem ou que representem ameaça à segurança nacional

– Apreendidos na fronteira ou portos de entrada quando tentavam entrar de maneira ilegal no país

– Condenados por delitos que envolveram a participação gangues criminosas

– Condenados por crimes graves, para cuja realização o status migratório do autor tenha sido um elemento essencial

– Condenados por crimes violentos ou graves, uma longa lista que inclui assassinato, estupro, tráfico de drogas e de armas, corrupção, roubo, exploração da prostituição

– O governo Obama também suspendeu a deportação de imigrantes que entraram no país quando tinham menos de 16 anos e os pais de cidadãos ou residentes legais que ingressaram nos EUA depois de janeiro de 2010

Prioridades de Trump para a deportação:

– As novas regras dizem que nenhum grupo de imigrantes estará isento da possibilidade de deportação. Todos os que violem as leis de imigração dos EUA estarão sujeitos à detenção e remoção do país

– Os únicos grupos excluídos do risco de deportação são imigrantes que entraram no país com menos de 16 anos e os pais de cidadãos ou residentes legais que ingressaram nos EUA depois de janeiro de 2010

– Apesar de mostrarem que nenhum grupo está isento, as novas regras estabelecem prioridades para a ação de agentes de imigração

– O foco das deportações serão os condenados pela prática de qualquer crime, os que estão sendo processados sob a acusação de praticar crimes e os que cometeram qualquer ato que possa constituir uma ofensa criminal

– Também serão afetados os que tenham praticado fraude ou dado informações falsas na relação com agências governamentais

– Os que cometeram abusos no recebimento de benefícios públicos

– Os que são alvo de ordem final de remoção dos EUA

– Aqueles que representam um risco à segurança nacional na avaliação de agentes de imigração