As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Diplomacia pelo Twitter: 14 vezes em que Trump usou a rede social para divulgar sua política

Contrariando uma promessa de campanha, presidente americano usou rede social para antecipar um movimento militar; relembre outras situações em que Trump tuitou sobre alguma situação envolvendo seu governo

Redação Internacional

11 Abril 2018 | 18h26

A Rússia garantiu nesta quarta-feira, 11, que “não participará da tuíte-diplomacia” e é a favor de “abordagens sérias”, depois de uma série de tuítes de Donald Trump alertando Moscou para uma ação militar americana contra o regime sírio de Bashar Assad.

Essa não foi a primeira vez que o presidente americano usou a rede social para divulgar ações de seu governo e desafiar outros líderes internacionais. Veja abaixo:

– 20 de janeiro de 2017
“(Este dia) será lembrado como o dia em que o povo se tornou o chefe desta nação novamente”
Durante sua cerimônia de posse na presidência dos EUA

– 4 de fevereiro de 2017
“O que nosso país está se tornando quando um juiz pode interromper uma proibição de viagem do Departamento de Segurança Interna e qualquer pessoa, mesmo com más intenções, pode vir para os EUA”?
Depois de seu polêmico projeto impedindo a entrada de pessoas, especialmente de países muçulmanos, ser proibido por uma corte federal

– 23 de abril de 2017
“Eventualmente, mas em uma data futura para que já possamos começar (a construção), o México pagará, de alguma forma, pelo muro que tanto necessitamos na fronteira”
Ao prometer, novamente, que o vizinho arcaria os custos da polêmica iniciativa

– 10 de maio de 2017
“James Comey será substituído por alguém que fará um trabalho muito melhor, devolvendo o espírito e o prestígio do FBI”
Um dia depois de demitir o então diretor da polícia federal americana, que investigava os laços de sua campanha com a Rússia

– 12 de maio de 2017
“É melhor James Comey torcer para que não haja ‘fitas’ de nossas conversas antes de começar a vazar (o conteúdo) para a imprensa”
Ao sugerir que poderia ter gravado seus encontros com o ex-diretor do FBI, o que negou depois

– 2 de julho de 2017
#FraudNewsCNN #FNN
Ao postar uma montagem em que aparece “agredindo” a emissora americana

– 22 de setembro de 2017
“Kim Jong-un da Coreia do Norte, que é obviamente um louco que não se importa em deixar seu povo com fome ou matá-lo, será testado como nunca antes.”
Em resposta a Kim em um tuíte

– 1 de outubro de 2017
“Poupe sua energia Rex, vamos fazer o que tem que ser feito!”
Pouco depois de outra mensagem em que dizia a seu secretário de Estado, Rex Tillerson, ser inútil tentar negociar com a Coreia do Norte

– 27 de novembro de 2017
“Deveríamos ter um concurso para escolher qual das emissoras, incluindo a CNN, mas não a Fox, é a mais desonesta, corrupta e/ou distorcida em sua cobertura política do seu presidente favorito (eu). Elas são todas ruins. O vencedor receberá o TROFÉU FAKE NEWS!”
Ao anunciar uma “premiação” online para escolher seu veículo de imprensa menos favorito

– 6 de janeiro de 2018
“Michael Wolff é um grande perdedor que inventa história para vender este livro realmente chato e mentiroso. Ele usou o desleixado Steve Bannon, que chorou e implorou por seu emprego ao ser demitido. Agora, Steve foi jogado no lixo como um cachorro por quase todo mudo. Que ruim!”
Ao tentar desqualificar o autor do livro “Fogo e Fúria – Por Dentro da Casa Branca de Trump”

– 9 de março de 2018
“Kim Jong-un falou sobre a desnuclearização com os representantes sul-coreanos, não apenas um congelamento. Além disso, nenhum teste de mísseis (seria feito) pela Coreia do Norte durante esse período. Grandes progressos estão sendo feitos, mas as sanções permanecerão até que um acordo seja alcançado. Encontro sendo planejado!”
Ao anunciar que aceitou se reunir com o líder norte-coreano, Kim Jong-un

– 13 de março de 2018
“Mike Pompeo, diretor da CIA, será nosso novo secretário de Estado. Ele fará um trabalho fantástico! Obrigado Rex Tillerson por seus serviços! Gina Haspel será a nova diretora da CIA, a primeira mulher escolhida para o cargo. Parabéns a todos!”
Ao demitir seu então secretário de Estado e já anunciar seu substituto pela web

– 5 de abril de 2018
“A Caravana está dissolvida em grande medida graças às fortes leis migratórias do México e a sua vontade de usá-las de maneira a não causar uma gigantesca cena na fronteira. Graças à atuação da Administração Trump, as passagens na fronteira estão em um nível baixo, não visto há 46 anos, embora continue sendo inaceitável. Vamos parar as drogas!”
Ao elogiar as “fortes leis migratórias” do país vizinho

– 11 de abril de 2018
“A Rússia promete abater todos os mísseis que sejam disparados contra a Síria. Prepare-se Rússia, porque eles chegarão lindos, novos e ‘inteligentes’! Vocês não deveriam ser parceiros de um animal assassino com gás que mata seu povo e se diverte”
Ao anunciar em sua rede social planos para atacar alvos na Síria