As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Dramas Esquecidos: Insurgentes proíbem música nas rádios de Mogadiscio

Estadão Esportes

13 Abril 2010 | 12h56

Militantes islâmicos da Somália proibiram hoje as rádios de transmitirem músicas. As emissoras obedeceram imediatamente, temendo que os DJs sofressem as punições dos extremistas: amputações e apedrejamentos. A ordem, que lembra as rígidas regras do Taleban, é a mais recente de uma série de medidas impopulares, como a proibição de sutiãs e filmes.

Apenas duas rádios podem ser ouvidas na cidade: uma controlada pelo governo e outra fundada pela ONU. Ambas estão localizadas em uma pequena área controlada por forças africanas.

A Somália tem uma tradição musical e muitos reprovaram a medida. Rock, rap e músicas românticas dos EUA, Europa e África eram tocadas antes do banimento. “Acho que agora seremos forçados a ouvir apenas os sons horríveis dos tiros e das explosões”, afirmou à AP Khadiya Omar, um jovem de 22 anos que vive em Mogadiscio.

O país não tem um governo efetivo há 19 anos. O conflito se intensificou nos últimos 3 anos, e ONU estima que mais de 100 mil pessoas foram desalojadas da capital somente neste ano.

Mais conteúdo sobre:

Somália