Ex-senador americano de 90 anos supera preconceitos e decide se casar com designer
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ex-senador americano de 90 anos supera preconceitos e decide se casar com designer

Harris Wofford passou 48 anos casado com Clare Wofford até ela morrer; 68 anos depois, ele decide se casar com Matthew Charlton, de 40 anos

Redação Internacional

25 Abril 2016 | 11h51

Quando eles se conheceram em uma praia em Fort Lauderdale, o ex-senador Harris Wofford tinha 75 anos e seu futuro marido, o designer Matthew Charlton, apenas 25 anos.

Agora, 15 anos depois, o casal pretende se unir oficialmente no dia 30 de abril, três semanas após o aniversário de 90 anos de Wofford e 68 anos depois de seu primeiro casamento. Ele viveu um casamento feliz com Clare Wofford por 48 anos, até ela morrer.

Ex-senador Harris Wofford

Ex-senador Harris Wofford (Foto: AP Photo/Cliff Owen)

Segundo o jornal The Washington Post, em um emocionante e surpreendente ensaio pessoal em que explica que conheceu Clare quando ambos eram estudantes e ativistas durante a Segunda Guerra Mundial, Wofford desafiou diretamente a necessidade de rótulos.


“Muitas vezes nossa sociedade procura rotular as pessoas colocando-as em uma parede: hétero, gay ou no meio”, escreveu ele. “Eu não me categorizo com base no gênero daqueles que amo. Vivi meio século de casamento com uma mulher maravilhosa, e agora sou sortudo por encontrar a felicidade pela segunda vez.”

Amigo de Martin Luther King Jr. e assessor de Direitos Civis de John F. Kennedy, Wofford escreveu que acreditava que o casamento igualitário seria algo impossível, mas eventualmente teve uma mudança no coração, e usou suas experiências do passado para guiá-lo no futuro.

“É certo expandir nossa concepção de casamento para incluir todos os americanos que se amam.”

Ainda não se tem detalhes sobre a cerimônia que acontecerá no dia 30 de abril, mas segundo o ensaio, Wofford e Charlton planejam recitar os votos do casamento enquanto seguram as mãos e prometem “ficar unidos”.

Leia mais: 

Colômbia aprova casamento civil entre pessoas do mesmo sexo

Mississippi assina lei que permite a empresas negar serviços a gays

Senado italiano aprova projeto sobre união entre homossexuais

Mais conteúdo sobre:

casamento gayEUAUnião