Família que se afogava em praia da Flórida é salva por cordão humano
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Família que se afogava em praia da Flórida é salva por cordão humano

Ao menos 80 pessoas se uniram, deram as mãos e foram capazes de tirar do mar os 9 integrantes de uma mesma família que tinham sido surpreendidos pela correnteza uma praia de Panama City

Redação Internacional

11 Julho 2017 | 15h56

MIAMI – Um cordão humano formado por pelo menos 80 pessoas salvou a vida de 9 integrantes de uma mesma família em uma praia da Flórida, depois que as vítimas foram arrastadas pela forte correnteza, informou nesta terça-feira, 11, um jornal local.

O fato ocorreu no fim de semana em uma praia de Panama City, no nordeste da Flórida, quando a família foi incapaz de escapar da correnteza que a afastou da praia e começou a pedir ajuda, de acordo com o jornal “Panama City News Herald”.

Cordão humano de pelo menos 80 pessoas conseguiu salvar 9 pessoas da mesma família que se afogavam em praia da Flórida, nos EUA (photo courtesy of Roberta Ursrey)

Cordão humano de pelo menos 80 pessoas conseguiu salvar 9 integrantes da mesma família que se afogavam em praia da Flórida, nos EUA (photo courtesy of Roberta Ursrey)

O jornal divulgou uma fotografia onde se vê à distância uma fila de pessoas unidas pelas mãos que vão desde a margem até uma distância de cerca de 90 metros do mar. A força da família, composta por pais, filhos e sobrinhos, estava acabando após uma luta desesperada para se manter flutuando, mas graças à formação do “cabo de guerra” humano todos conseguiram se salvar.


A salvação da família Ursrey completa ocorreu graças à rápida reação de dois banhistas, Jessica Simmons e seu marido, que decidiram agir imediatamente. “Esta gente não vai se afogar hoje. Não vai ocorrer. Vamos tirá-los da água”, disse Jessica nesse momento a si mesma.

Enquanto organizavam a formação de uma corda humana desde a margem, Jessica pegou sua prancha e começou a remar em direção à família que já estava exausta pela água engolida e a luta para sobreviver.

Todos estavam esgotados entre as ondas, mas, um a um, começando pelos meninos, foram conduzidos para a corda humana, que conseguiu levá-los à margem. “Foi a coisa mais assombrosa que vi. Estas pessoas nunca tinham se visto antes e todos confiaram uns nos outros para salvá-los. Foi realmente inspirador”, disse Jessica ao jornal. / EFE

Mais conteúdo sobre:

EUAFlóridaafogamentocordão humano