Lobo completa cem dias de governo, sob desconfiança internacional
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Lobo completa cem dias de governo, sob desconfiança internacional

Marcelo de Moraes

07 Maio 2010 | 15h04

Presidente hondurenha discursa em convenção em San Salvador

Presidente hondurenha discursa em convenção em San Salvador

O presidente de Honduras, Porfirio Lobo, completou ontem cem dias no poder sem que seu governo tenha sido reconhecido plenamente pela comunidade internacional e com o fantasma do golpe de Estado de junho ainda presente.

O impasse já ameaça colocar o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza, e pelo menos 10 dos 12 países da América do Sul em rota de colizão. “Todo mundo na OEA sabe que a minha proposta é que isso (a reintegração de Honduras) ocorra agora, o mais rapidamente possível, mas são os membros (da OEA) que têm de decidir”.

Ao Estado, fontes do Planalto disseram que o Brasil só reconhecerá o novo governo se o Judiciário hondurenho retirar todos os processos contra o presidente deposto, Manuel Zelaya, mesmo que isso não conste no Acordo San-José-Tegucigalpa.