Malala tem 1º dia de aula em universidade 5 anos após sofrer atentado no Paquistão
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Malala tem 1º dia de aula em universidade 5 anos após sofrer atentado no Paquistão

Ativista paquistanesa e vencedora do Nobel da Paz em 2014 anunciou que começou estudos em filosofia, política e economia na universidade britânica nesta segunda-feira; em 2012, Taleban tentou assassiná-la por defender direito à educação das mulheres

Redação Internacional

09 Outubro 2017 | 15h56

Malala anunciou no Twitter que frequentou nesta segunda-feira suas primeiras aulas em Oxford (REUTERS/Elizabeth Shafiroff)

Malala anunciou no Twitter que frequentou nesta segunda-feira suas primeiras aulas em Oxford (REUTERS/Elizabeth Shafiroff)

LONDRES – A ativista paquistanesa e vencedora do Nobel da Paz, Malala Yousafzai, anunciou nesta segunda-feira, 9, que iniciou seus estudos em Oxford – exatamente 5 anos depois da tentativa de assassinato contra ela em seu país.

ONU nomeia Malala como mensageira da paz

“5 anos atrás, fui baleada em uma tentativa de impedirem que eu defendesse o direito à educação das mulheres. Hoje, eu participei das minhas primeiras aulas em Oxford“, escreveu Malala em sua conta no Twitter.


Até o começo da tarde desta segunda, a mensagem de Malala tinha recebido mais de 2,3 mil comentários, e 241 mil curtidas, além de ter sito compartilhada 77 mil vezes pelos usuários da rede sociais.

Malala anunciou em agosto que estudaria filosofia, política e economia em Oxford. “Estou muito feliz de ir para Oxford”, disse a jovem de 20 anos na ocasião.

A paquistanesa tinha 15 anos quando um taleban atirou em sua cabeça, dentro do ônibus que a levava para a escola no Vale de Swat, no Paquistão. Ela foi levada para um hospital da cidade inglesa de Birmingham, onde passou a viver com sua família, seguindo com seus estudos e ativismo. / COM AFP