As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Natal presidencial: Obama passeia com as filhas e Trump vai à igreja com a mulher

Fim de semana do presidente americano e do presidente eleito foi distante de questões políticas

Redação Internacional

25 Dezembro 2016 | 19h32

Entretenimento e sorvetes para Barack Obama e suas filhas no Havai, serviço religioso na Flórida para a família Trump: o final de semana natalino transcorreu longe das vicissitudes da política, ou quase, no caso do bilionário.

Na companhia de suas filhas, Sasha e Malia, o presidente americano deixou no sábado 24 sua residência de férias para almorçar em um restaurante antes de participar do Waikiki Breakout, um jogo cuja meta é escapar.

Segundo o site do local de diversão, o objetivo dos jogadores é sair de um quarto onde estão trancados resolvendo enigmas. A família presidencial ficou 90 minutos no edifício. Segundo a mídia americana, saíram do quarto 12 minutos antes do tempo esgotar.

Depois disso, a comitiva presidencial fez uma parada para tomar sorvete. A primeira dama, Michelle, não participou da saída.

Eleito. A milhares de quilômetros dali, Donald Trump e sua mulher, Melania, assistiram na noite do sábado um serviço religioso de Natal na igreja episcopal de Bethesda-by-the-Sea, perto de Palm Beach, onde passam as festas de final de ano. O serviço foi transmitido ao vivo. O presidente eleito foi recebido com aplausos e apertos de mão dos paroquianos.

No sábado, Trump fez comentários no Twitter sobre uma divergência com o serviço de informação da rede NBC News e sobre a aprovação na sexta-feira de uma resolução da ONU desfavorável a Israel. Depois disso, tuitou a foto de uma menorah – candelabro judeu – com o texto: “Lhes desejamos um radiante e feliz Hanoukka! Donald e Melania Trump”. /AFP