Ponto a ponto: a escalada da violência entre palestinos e israelenses
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ponto a ponto: a escalada da violência entre palestinos e israelenses

Relembre os episódios que deixaram palestinos e israelenses mortos e feridos desde o começo do mês

Redação Internacional

07 Outubro 2015 | 12h43

Desde o começo do mês, uma série de episódios violentos entre palestinos e israelenses deixaram mortos e feridos, aumentando a preocupação de que uma terceira intifada possa estar em curso. Relembre os casos:

Palestinos atiram pedras contra Forças de Segurança de Israel na Cisjordânia

Palestinos atiram pedras contra Forças de Segurança de Israel na Cisjordânia (Foto: AFP PHOTO / ABBAS MOMANI)

1 de outubro
Dois colonos israelenses foram mortos em um ataque no norte da Cisjordânia, baleados em um veículo por membros de uma célula do Hamas que acabaram presos. Quatro filhos do casal, com idades entre 4 meses e 9 anos, estavam no carro, mas tiveram apenas ferimentos leves. O Hamas qualificou o episódio como uma “operação heroica realizada por combatentes da resistência na Cisjordânia” enquanto que um porta-voz do premiê israelense, Binyamin Netanyahu disse que “por sorte, os quatro filhos (do casal), agora órfãos, saíram ilesos”

3 de outubro
Um palestino de 19 anos matou a facadas um casal de israelenses que estava rezando no Muro das Lamentações e feriu o filho deles, de dois anos. Na sequência, o jovem – que seria morador de Ramallah, na Cisjordânia – teria usado uma arma que seria de uma das vítimas para atirar contra outras pessoas no local, ferindo outras pessoas. Ele foi morto pela polícia israelense

4 de outubro
Um palestino foi morto por um agente após ter apunhalado um jovem israelense em posto de gasolina em Jerusalém. Em resposta aos ataques, a polícia barra a entrada de palestinos na Cidade Velha de Jerusalém. Confrontos na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental com forças e colonos israelenses deixaram mais de uma centena de palestinos feridos

5 de outubro
Um adolescente palestino de 12 anos foi morto com um tiro no peito durante um confronto entre palestinos e o Exército israelense no campo de refugiados de Aida, ao norte da cidade cisjordaniana de Belém. Um outro adolescente foi ferido na perna por munição letal no mesmo protesto

6 de outubro
O Crescente Vermelho palestino informa que 499 pessoas foram feridas desde o dia 3, dos quais 41 foram atingidos por munição letal e 297 sofreram intoxicação por inalação excessiva de gás lacrimogêneo

7 de outubro
Um palestino é morto pela polícia depois de esfaquear um soldado israelense e roubar a arma do militar na cidade de Kiryat Gat. Horas antes, segundo a polícia, uma palestina de 18 anos esfaqueou um israelense em Jerusalém, que atirou e feriu gravemente a jovem. Também nesta quarta-feira, confrontos entre militantes árabes e o Exército de Israel na Cisjordânia deixaram cerca de 20 feridos

Mais conteúdo sobre:

IsraelPalestina