Saída da Grã-Bretanha da União Europeia vira piada no 1º de abril
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Saída da Grã-Bretanha da União Europeia vira piada no 1º de abril

Vários jornais britânicos, como 'The Guardian' e 'The Telegraph', inventaram histórias bizarras, mas quase críveis, sobre o tema no dia da mentira

Redação Internacional

01 Abril 2016 | 11h40

LONDRES – A possível saída da Grã-Bretanha da União Europeia (EU), tema que será decidido em plebiscito convocado para o dia 23 de junho, foi o tema de várias notícias falsas publicadas pela imprensa britânica neste 1º de abril. Destacam-se as invenções dos diários The Guardian e The Telegraph.

No primeiro, em reportagem feita com base no relato de uma suposta fonte do Palácio de Kensington, a família real britânica estaria “considerando seriamente” intervir no debate do assunto e o príncipe Philip teria sido o escolhido para capitanear a campanha de permanência no bloco.

O príncice Philip, marido da rainha Elizabeth II, seria o porta-voz da da família real britânica na intervenção da campanha do Brexit

O príncice Philip, marido da rainha Elizabeth II, seria o porta-voz da da família real na intervenção na campanha do Brexit

O jornal, citando outra fonte anônima, diz ainda que a realeza teria optado por fazer uma gravação do pronunciamento de Philip sobre o tema, ao invés de participar de um programa ao vivo, para evitar que algum comentário fosse interpretado incorretamente. “As palavras tem que ser perfeitas”, disse a fonte, que completou: “mas temos tempo para deixar tudo certo entre hoje – 1º de abril – e junho.”


Já a reportagem inventada pelo Telegraph alega que a membros de França e Alemanha na Uefa estariam considerando entrar com uma petição para suspender a Inglaterra da Euro 2016 se o plebiscito decidir pela saída da UE.

“Solidariedade é um dos princípios básicos da Europa e isso é tão válido no universo do futebol quando no do comércio ou da política”, teria dito Jurgen Loos, um ex-zagueiro central alemão que estaria liderando a iniciativa franco-germânica. “Se a Grã-Bretanha sair, temos que ser claros: fora (na política) signigica fora (no futebol).”

Também fizeram piada sobre o assuntos os seguintes veículos: The Independent, dizendo que Escócia e Gales poderiam formar um novo país se o “Sim” à saída britânica vencer o plebiscito, e o Daily Express, que “revelou” uma proposta de diplomatas europeus em Bruxelas para que as características 12 estrelas da bandeira da UE fossem incorporadas a todas as bandeiras do países que formam o bloco.

Novas bandeira europeias: a piada de 1º de abril do Daily Express

Novas bandeira europeias: a piada de 1º de abril do Daily Express