1. Usuário
Assine o Estadão
assine
quinta-feira 27/03/14 13:33

Japonês condenado a morte com provas falsas deixa a prisão após 48 anos

O japonês Iwao Hakamada, considerado o recluso há mais tempo condenado à morte no mundo todo, foi libertado nesta quinta-feira, 27, no Japão. Ele passará por um novo julgamento depois de surgirem evidências de que os procuradores do caso fabricaram provas contra o réu. Provas obtidas com base em exames de DNA indicam

Ler post