Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Internacional

Internacional » Templo budista usa bonecos gigantes de super-heróis para atrair crianças na Tailândia

Internacional

Templo budista usa bonecos gigantes de super-heróis para atrair crianças na Tailândia

Internacional

BUDISMO

Templo budista usa bonecos gigantes de super-heróis para atrair crianças na Tailândia

Estátuas do Hulk e do Homem de Ferro decoram a entrada do santuário, que ainda conta com imagens de desenhos animados japoneses

Redação Internacional

07 Março 2016 | 13h14

BANGCOC – O budismo na Tailândia vive outros tempos. O templo Watt Tamru, apenas um entre vários do país, se rendeu aos encantamentos dos super-heróis das histórias em quadrinhos americanas para tentar conquistar novos fiéis entre crianças e adolescentes.

Em frente à escada que leva ao edifício principal do santuário, situado nos arredores da cidade de Bangcoc, um turista perdido pode se perguntar se realmente entrou em um lugar sagrado ou em um parque temático de Hollywood ou Orlando.

Templo budista exibe bonecos de super-heróis para atrair crianças e adolescentes

Templo budista exibe bonecos de super-heróis para atrair crianças e adolescentes (Foto: IC)

A imponente estátua de Hulk, herói criado pela Marvel nos anos 60, com mais de três metros de altura mostrando os músculos e dentes, transforma as expectativas imediatamente.

“O abade do templo decidiu colocar as estátuas dos super-heróis para chamar a atenção das crianças e adolescentes, e conseguir que viessem ao templo com mais frequência”, disse em entrevista o monge Surin, um dos que vive no santuário.

“Antes, os adolescentes nunca vinham ao templo. No entanto, desde que colocamos as estátuas, eles vêm tirar fotos com elas para postá-las nas redes sociais e ainda entram para rezar”, acrescentou Surin.

Junto ao Hulk está a imagem de outro de seus colegas: um Homem de Ferro de pose imponente, vestido com sua elegante armadura metálica de cor vermelha e dourada, que monopoliza a atenção de quase todos os recém-chegados ao santuário.

Outros monges também defendem que a estratégia funciona como um primeiro passo para introduzir as crianças ao budismo, apesar de reconhecerem que há pessoas que não se convenceram da ideia.

“Parece genial a ideia das estátuas para atrair a atenção das crianças, mas não acho que essa seja a solução. O verdadeiro trabalho para atraí-los para a religião deve ser feito pelas famílias”, afirmou umas das mulheres que rezava no templo.

Crianças vão ao templo para tirar fotos ao lado do Homem de Ferro

Crianças vão ao templo para tirar fotos ao lado do Homem de Ferro (Foto: IC)

A pequena Natamon, de nove anos, caminha acompanhada de seu pai, enquanto observa de perto um Superman de tamanho real.

“O budismo é algo que está muito longe da mente das crianças, e iniciativas como essa tornam tudo mais simples”, declarou o pai da menina, que trabalha perto de Watt Tamru, e aproveitou para levar a filha para tirar algumas fotos.

Depois de admirar o Superman, Natamon sorri com timidez e passa a focar na figura de Arale Norimaki, um desenho animado japonês que se transformou em um grande sucesso na Tailândia, conquistando crianças e fãs bem mais velhos.

É o caso de Beer, de 25 anos, e sua namorada, grandes admiradores de Arale, que souberam do peculiar templo por meio da imprensa local e não queriam deixar de registrar o momento ao lado do desenho animado favorito. “É uma ideia incrível e divertida que, além de atrair mais público, faz com que o tempo receba mais doações”, comentou o jovem.

Sombat, que vende balas na porta do templo, também é testemunha de como os super-heróis conseguiram aumentar o número de visitantes do santuário, especialmente durante os fins de semana, o que também representou mais lucros para ela.

“Acredito que a ideia funciona perfeitamente. As pessoas chegam atraídas pelos bonecos e terminam entrando no templo para rezar. E, para mim, não há como ser mais vantajoso, pois o negócio está indo muito melhor desde que colocaram eles aqui”, afirmou. /EFE

Mais conteúdo sobre: