Cronologia: Relembre alguns dos piores ataques na Rússia nos últimos anos 
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cronologia: Relembre alguns dos piores ataques na Rússia nos últimos anos 

Russos foram vítimas de ações reivindicadas por militantes ligados ao Estado Islâmico e rebeldes chechenos

Redação Internacional

03 Abril 2017 | 15h15

A picture shows the damaged train carriage at Technological Institute metro station in Saint Petersburg on April 3, 2017. Around 10 people were feared dead and dozens injured Monday after an explosion rocked the metro system in Russia's second city Saint Petersburg, according to authorities, who were not ruling out a terror attack. / AFP PHOTO / STR / ALTERNATIVE CROP

Foto: Alternativ Crop/AFP

2015
Outubro
Militantes de um grupo afiliado ao Estado Islâmico atacam e derrubam no Egito um avião comercial russo em rota de Sharm el-Sheikh para São Petersburgo, matando as 224 pessoas que estavam a bordo.

2014
Outubro
Um homem-bomba usando um uniforme policial detona seus explosivos em Grozny, capital da Chechênia, matando 5 policiais e ferindo outros 12.

2013
Dezembro
Ataques suicidas consecutivos na cidade russa de Volgogrado mata 34 e fere mais de 100.


2011
Janeiro
Um suicida detona seus explosivos no Aeroporto de Domodevovo, o mais movimentado de Moscou, matando 35 e ferindo 180 pessoas.

2010
Março
Dois suicidas atacam o sistema de metrô de Moscou, detonando os explosivos com um intervalo de 30 minutos em dois trens durante o horário de rush, matando ao menos 40 e ferindo mais de 100.

2009
Novembro
Uma bomba é detonada sob o trem de alta velocidade Nevsky Express entre Moscou e São Petersburgo, causando um descarrilamento que matou 28 pessoas e feriu mais de 100. Uma tentativa anterior contra essa linha em 2007 causou mais de duas dezenas de feridos, mas nenhuma morte.

2005
Outubro
Militantes islâmico lançam uma série de ataques contra a polícia em Nalchik, capital da tensa república Kabardino-Balkariya, perto da Chechênia. Rebeldes chechenos reivindicaram a autoria do ataque, que matou 139 pessoas, incluindo 94 militantes.

2004
Setembro
Cerca de 30 militantes chechenos cercal uma escola na cidade de Beslan e fazem centenas de reféns. O cerco termina em um banho de sangue dois dias mais tarde. Mais de 330 pessoas, metade delas crianças, foram mortas.

Agosto
Um suicida detona seus explosivos do lado de fora de uma estação de metrô de Moscou, matando dez pessoas.

Duas mulheres suicidas derrubam dois aviões russos que haviam decolado do aeroporto de Domodedovo, matando 90 pessoas. Rebeldes chechenos reivindicam a responsabilidade pelos ataques.

Fevereiro
Um suicida ataca o metrô de Moscou no horário de rush, matando 41 pessoas e ferindo mais de 100.

2003
Dezembro
Um homem-bomba ataca um trem de passageiros no sul da Rússia e mata 44 pessoas dois dias antes das eleições parlamentares no país.

REUTERS PICTURES OF THE DECADE. A Russian police officer carries a released baby from the school seized by heavily armed masked men and women in the town of Beslan in the province of North Ossetia near Chechnya, September 2, 2004. An armed gang, holding hundreds of people hostage in a Russian school, on Thursday freed four infants and at least two women. REUTERS/Viktor Korotayev (RUSSIA)

2002
Outubro
Militantes chechenos fazem 800 pessoas de reféns em um teatro em Moscou. Dois dias mais tarde, forças especiais russas invadem o local em uma operação que deixou 129 reféns e 49 rebeldes chechenos mortos, principalmente pelos efeitos do gás narcótico utilizado pelos soldados para tentar neutralizar os militantes.

1999
Agosto
Quatro bombardeios a prédios residenciais em Moscou e em outras duas cidades russas matam 300 pessoas. O Kremlin responde enviando tropas para a Chechênia.

Mais conteúdo sobre:

RússiaTerror na Rússia