Ciclone tropical Sandy passou pela Costa Leste dos EUA e deixou ao menos 48 pessoas mortas
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ciclone tropical Sandy passou pela Costa Leste dos EUA e deixou ao menos 48 pessoas mortas

Está em Nova York? Envie sua foto através do Instagram: basta incluir a hashtag #furacaosandy na legenda. As melhores serão publicadas aqui

Redação Internacional

29 Outubro 2012 | 19h05

NOVA YORK – O furacão Sandy (que passou para a categoria de “supertempestade” depois de meia hora em solo americano e mais recentemente para “ciclone tropical”), passou sobre a região mais densamente povoada do país, a Costa Leste, e deixou ao menos 48 mortos. O fenômeno forçou centenas de milhares de pessoas a procurar lugares elevados e provocou a interrupção do transporte público e o fechamento de escolas, empresas e departamentos do governo. Veja as informações no Radar Global e pelo Twitter da colunista Lúcia Guimarães e do correspondente Gustavo Chacra, que acompanharam o fenômeno de Nova York .

22h – Encerramos aqui o minuto a minuto sobre a passagem do ciclone tropical Sandy pela Costa Leste dos EUA. Continue acompanhando as informações pelo portal estadão.com.br.

21h48 – De acordo com a agência AP, o número de mortos nos EUA chega a 48 devido a passagem do Sandy pelo país.

20h07 – O prefeito de Nova York confirmou que 18 pessoas morreram na cidade em devido a passagem do Sandy. Ao menos 40 pessoas morreram nos EUA e no Canadá, segundo a BBC.


18h54 – Lúcia Guimarães: Pela primeira vez em 39 anos, Nova York cancela parada de Halloween no Village.

18h52 – Veja gráfico com estragos causados por furacões nos EUA:

 

grafico_furacao.JPG

18h01 – Lúcia Guimarães: Sandy e política. Aliado de Romney, agressivo Gov. de New Jersey não para de elogiar Obama. Presidente visita NJ amanhã.

17h47 – Estrada na Carolina do Norte foi danificada pelo ciclone Sandy:

carolina_do_norte_sandy.jpg

17h28 – Repórter da BBC relata cenário de caos em NY após passagem do Sandy. Veja o vídeo da BBC Brasil:

17h26 – Lúcia Guimarães: Serviço de celular não funciona bem em algumas áreas de NY, especialmente em Long Island.

17h03 – O presidente Obama vai viajar a New Jersey nesta quarta-feira para avaliar os danos causados pelo ciclone Sandy, diz a CNN.

16h54 – Barack Obama se emociona ao falar da ‘tragédia’ que foi o ciclone Sandy:

obama_sandy.jpg

16h48 – Nove voos entre São Paulo e EUA são cancelados por conta do ciclone Sandy.

16h42Mulher da tripulação de navio HMS Bounty morre após naufrágio.

16h39 – De acordo com o jornal The New York Times, o presidente Obama autorizou assistência federal para Nova York e New Jersey.

16h36 – O carioca Raiam dos Santos, que trabalha em um banco em Nova York, está sem trabalhar desde sexta-feira e, segundo ele, não deve voltar ao escritório até ao menos “pelos próximos dois ou três dias”, porque está sem internet. No áudio abaixo, ele relata como estão sendo os dias com o Sandy:

123

16h28 – Lúcia Guimarães: Apagão no Sul de Manhattan só termina daqui a 4 dias.

16h26 – Veja vídeo aéreo de New Jersey após a passagem do ciclone Sandy:

16h09 – Segundo a agência AP, o número de mortos nos EUA subiu para 38 e mais de 8.2 milhões de pessoas na Costa Leste estão sem energia elétrica.

16h01 – De acordo com a BBC, o número de mortos nos EUA e no Canadá, em consequência da passagem do ciclone Sandy, é de ao menos 32.

15h55 – Veja vídeo feito por morador do Brooklyn, nos EUA:

15h42 – Romney participa de ato em Ohio para ajudar vítimas do ciclone Sandy e recebe doações da população.

romney_sandy.jpg

15h33 – De acordo com a BBC, mais de sete milhões de residências ficaram sem energia elétrica com a passagem do ciclone Sandy.

15h22 – Lúcia Guimarães: Aeroporto Kennedy pode reabrir amanhã, La Guardia continua fechado.

15h19 – Sobe para 29 o número de pessoas que morreram em consequência do ciclone Sandy, dizem autoridades, segundo a CNN.

15h13 – Em entrevista a rede BBC, uma moradora de New Jersey conta que pode ver diversos carros na rua, mas não o movimento de pedestres. “Tudo está bem silencioso hoje”, disse a entrevistada.

15h10 – Segundo a Reuters, o ciclone Sandy interrompeu linhas de telecomunicação da região nordeste dos EUA.

15h03 – O prefeito de New Jersey considerou a passagem do ciclone Sandy como uma tragédia sem precedentes.

new_jersey_sandy.jpg

14h55 – Mercado financeiro de Nova York vai reabrir nesta quarta-feira, de acordo com a CNN.

14h38 – De acordo com a CNN, 260 pacientes precisaram ser retirados de um hospital em Nova York após uma falha na madrugada no gerador de eletricidade no local e de inundações. Enfermeiras precisaram fazer respiração artificial em recém-nascidos, diz a rede de TV.

14h11 – Segundo a CNN, o número de mortos em decorrência da passagem do ciclone Sandy subiu a 26. Dez dos mortos estavam em Nova York. Alguns foram atingidos por árvores durante a tempestade. O prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, anunciou o número há pouco. Uma pessoa morreu no Canadá, elevando a 27 o total de mortos no continente. Na passagem pelo Caribe, a tempestade matou 67 pessoas.

2012_10_30T161831Z_01_NYC116_RTRMDNP_3_STORM_SANDY.jpg

14h08 – Veja abaixo o mapa interativo do Google com o percurso do ciclone. Os símbolos cor-de-laranja indicam incidentes relacionados ao abastecimento de energia elétrica no local. Cada ícone permite obter informações daquela região.

14h06 – Veja abaixo a repercussão do ciclone Sandy nos principais portais noticiosos do mundo neste momento.

[galeria id=4901]

13h36 – A bolsa de valores de Nova York (na foto abaixo), cujo funcionamento raramente é interrompido devido a eventos meteorológicos, segue fechada pelo segundo dia hoje.

2012_10_30T162047Z_01_NYC103_RTRMDNP_3_STORM_SANDY.jpg

13h33 – Balanço de momento, segundo a rede de TV americana CNN: há ao menos 16 mortos confirmados nos EUA e um no Canadá em consequência do ciclone Sandy. O corte de energia afeta 7 milhões de pessoas na Costa Leste do país. Em Nova York 80 casas foram danificadas, segundo o prefeito Michael Bloomberg (50 delas foram totalmente destruídas, disse a CNN). Em New Jersey, um dique rompeu, e as ruas de três cidades estão inundadas.

13h31 – Segundo a CNN, o número de mortos confirmados nos EUA é de 16. Uma pessoa morreu no Canadá.

13h31 – O governador de Nova York anuncia a retomada parcial dos serviços de ônibus no Estado.

13h30 – “Segurança é nossa prioridade”, diz o governador de Nova York. Segundo ele, há 2 milhões de famílias sem energia elétrica no Estado.

13h27 – O governador do Estado de Nova York, Andrew Cuomo, fala neste momento.

13h18 – De acordo com o prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, ao menos 10 pessoas morreram na cidade, a maior dos Estados Unidos, em consequência da passagem da supertempestade Sandy, que depois foi reduzida à categoria de ciclone tropical. “Tragicamente, o número de mortos deve crescer”, disse.

Com os dados anunciados por Bloomberg, sobe a 25 o número de mortos devido ao ciclone na Costa Leste dos EUA e no Canadá, onde uma pessoa morreu. A informação não está confirmada, contudo. O número se soma a outras 67 pessoas mortas na passagem do furacão pelo Caribe.

13h13 – “Não precisamos de mais vítimas”, diz o prefeito, orientando a população a seguir as instruções das autoridades.

13h12 – “Queda de árvores representam um sério perigo”, diz o prefeito de Nova York. Ele pede que as pessoas evitem sair de casa se não for necessário e pede a funcionários públicos que não trabalharão por fechamento das repartições que se apresentem em abrigos como voluntários.

13h11 – Segundo Bloomberg, escolas seguem fechadas hoje “e devem seguir fechadas amanhã também”.

13h11 – O prefeito diz que há “inundações expressivas” em túneis do sistema de metrô da cidade.

13h10 – De acordo com o prefeito de Nova York, 80 casas foram danificadas em incêndios no Queens.

13h09 – Bloomberg informa que os voos seguem interrompidos nos aeroportos da cidade. Segundo ele, não há informações sobre danos a sistemas de navegação e iluminação nos aeroportos.

13h09 – “O sistema de transporte público permanece fechado até segundo aviso”, diz o prefeito de Nova York, maior cidade dos EUA.

13h08 – Bloomberg diz que a recuperação da energia deve levar “entre dois e três dias, talvez mais” em “muitos lugares”.

13h07 – Segundo o prefeito de Nova York, 75% dos cidadãos de Nova York estão sem energia elétrica.

13h05 – “Tragicamente, o número de mortos deve crescer”, diz o prefeito de Nova York. Até o momento, 16 pessoas morreram no país devido ao Sandy. Em Nova York, as vítimas foram atingidas por árvores.

13h04 – Bloomberg fala sobre as operações de resgate em incêndios em diferentes regiões da cidade.

13h03 – O prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, fala neste momento.

12h53 – A agenda de eventos dos EUA de hoje destaca o fechamento de diversos mercados em função da passagem do ciclone Sandy pela Costa Leste. A New York Stock Exchange (Nyse), a Nasdaq e a BATS informaram que não vão operar.

12h42Foto: Águas agitadas na região do lago Michigan e dos Grandes Lagos, no Estado de Wisconsin.

2012_10_30T143300Z_01_WIS04_RTRMDNP_3_STORM_SANDY.JPG

12h26 – De acordo com Christie, há 5,5 mil pessoas em cinco abrigos no Estado. Mais cedo, ele anunciou a abertura de um sexto abrigo.

12h25 – O governador de New Jersey disse ainda que o abastecimento de água no Estado pode ser afetado.

12h24 – Segundo Christie, algumas rodovias no Estado de New Jersey estão fechadas devido a queda de árvores e detritos.

12h23 – “A devastação não tem precedentes, nunca vimos algo assim antes”, diz o governador, em tom de desolação.

12h22 – Christie disse que o Estado deve abrir um sexto abrigo para as pessoas que precisaram deixar as casas.

12h20 – “As comunidades costeiras de New Jersey sofreram danos grandes”, afirma o governador Christie à CNN. “Há um longo caminho (de resgate e recuperação) adiante”, diz.

12h18 – O governador de New Jersey, Chris Christie, está falando ao vivo agora à rede de TV CNN. Segundo ele, o resgate de pessoas nas três cidades que ficaram isoladas no Estado com o rompimento de um dique é feito com ajuda de barcos, como o da foto abaixo, em Little Ferry.

2012_10_30T133450Z_01_ARH05_RTRMDNP_3_STORM_SANDY.JPG

11h47 – A passagem da supertempestade Sandy por Nova York, antes de ser rebaixada para a categoria “ciclone tropical” causou danos “sem precedentes” ao metrô da cidade. Estragos “inéditos” foram verificados no sistema, como inundação de túneis, garagens e pátios ferroviários. “Em 108 anos, nossos funcionários nunca enfrentaram um desafio como o que nos confronta agora”, disse o presidente da Autoridade de Transporte Metropolitano (MTA, na sigla em inglês), Joseph Lhota, em comunicado hoje. Na foto abaixo, divulgada pela MTA, sacos de areia são vistos na estação Lenox, no Harlem.

1417580.jpg

11h19 – Se você está em Nova York ou em alguma cidade atingida pelo Sandy, envie seu relato, foto ou vídeo. Veja abaixo algumas imagens enviadas por leitores.

Está em Nova York? Envie sua foto através do Instagram: basta incluir a hashtag #furacaosandy na legenda. As melhores serão publicadas aqui

http://storify.com/estadao/furac-o-sandy-o-olhar-dos-leitores

11h05 – Segundo a colunista do Estado em Nova York Lúcia Guimarães, as estimativas de prejuízos provocados pelo ciclona Sandy vão de US$ 20 bi a US$ 100 bi. Ela também analisa o impacto do evento na eleição americana, que ocorre dentro de uma semana. Ouça abaixo o comentário dela na rádio Estadão ESPN.
Lúcia Guimarães

10h51 – Cenas de destruição. O túnel Brooklyn Battery, em Nova York, amanheceu completamente debaixo d’água hoje. Veja a foto abaixo.

c6a672308c6d466081e06a434c084fa2_c6a672308c6d466081e06a434c084fa2_0.jpg

10h44 – Voos de aeroportos do Brasil com destino à Costa Leste dos EUA estão sendo cancelados ou atrasados por conta da passagem do ciclone Sandy. Nos EUA, o número de voos cancelados supera 14 mil. Na foto abaixo, passageiros no aeroporto Fiumicino, em Roma (Itália) esperam informações.

1417496.jpg

10h36Cenas de destruição. Árvore amanhece caída sobre cabos de eletricidade na capital americana, Washington DC. Milhões de pessoas estão sem energia elétrica na região atingida pelo ciclone Sandy.

1417506.jpg

10h06 – A campanha eleitoral democrata foi assumida pelo vice-presidente, Joe Biden, e pelo ex-presidente Bill Clinton (na foto abaixo, Biden discursa em Youngstown ao lado de Clinton). Obama retornou à Casa Branca de uma viagem de campanha à Flórida para lidar com a tempestade. Em um discurso, Clinton contou: “Nós fomos para a Flórida na noite passada e ele se levantou esta manhã e me chamou e disse: ‘Eu tenho que voltar agora. Esta tempestade está ficando fora de controle, eu tenho que lidar com isso'”.

3a831bb012474bd4b76c3bd2d40706d6_3a831bb012474bd4b76c3bd2d40706d6_0.jpg

9h56 – O presidente Barack Obama declarou estado de emergência em Nova York, New Jersey e Long Island hoje. Com a medida, o governo federal passa a enviar ajuda financeira imediata para as regiões. Até o momento, há 15 mortes confirmadas nos Estados Unidos, além de uma no Canadá. Na foto abaixo, a Casa Branca após a passagem do ciclone Sandy.

1417467.jpg

9h49 – Assista ao vídeo da BBC Brasil abaixo, do momento em que a ainda supertempestade Sandy causou explosões em uma usina elétrica em Nova York. Analistas apontam que os estragos podem ultrapassar os R$ 40 bilhões e a recuperação pode durar meses.

 

9h47 – Ouça abaixo o último comentário da colunista Lúcia Guimarães à rádio Estadão ESPN. Segundo a jornalista, a água do mar invadiu os 3 aeroportos de Nova York.
“Água do mar invadiu os 3 aeroportos de Nova York”

9h41 – Sandy foi rebaixado de “supertempestade” para “ciclone tropical”.

9h05 – Um incêndio destruiu pelo menos 50 casas em uma vizinhança inundada pela super tempestade Sandy no bairro do Queens, em Nova York. Mais de 190 bombeiros estão no local combatendo as chamas. Veja imagem do local:

2730a6a711e84200aa7eae90d900fd94_5125d3f6d8e64291a236e12a71efa9bd_0.jpg

8h43 – Segundo a Efe, a supertempestade já provocou o cancelamento de 14 mil voos nos Estados Unidos. Passageiros de companhias americanas e estrangeiras são afetados. A operação em diversos aeroportos da região seguem interrompidos.

8h29 – A Exelon Corp declarou “alerta” em sua usina nuclear Oyster Creek, em New Jersey, devido a um aumento recorde do nível das águas, informou a Comissão Reguladora Nuclear dos EUA (NRC). Segundo a empresa, contudo, não há perigo ao equipamento e nenhuma ameaça à saúde pública ou de segurança.

8h17 – Uma barragem rompeu no norte de Nova Jersey e alagou as cidades de Moonachie, Little Ferry e Carlstadt com 1,2 a 1,5 metro de água em consequência da passagem da tempestade Sandy, disseram autoridades à Reuters.

8h08 – PARTICIPE: Está na região atingida pela tempestade Sandy? Envie seu relato para nós.

8h – O balanço da primeira madrugada da passagem da tempestade Sandy pela Costa Leste dos EUA é de ao menos 15 mortos (além de um no Canadá), alagamentos com níveis recordes de água em Nova York, milhões de pessoas sem luz e o transporte público ainda interrompido na maior parte da região. Mais de 1 milhão de pessoas em 12 Estados tinham ordens de retirada de locais de risco, enquanto a tempestade gigantesca, que perdeu a força de furacão pouco antes de atingir Nova Jersey na segunda-feira, avançava do litoral para o interior. A imagem abaixo mostra a tempestade sobre a Costa Leste dos EUA.

2012_10_30T082450Z_01_SIN150_RTRMDNP_3_STORM_SANDY.JPG

6h15 – Segundo a AP, uma explosão na estação de energia Con Edison, em Manhattan, acrescenta problemas ao abastecimento em Nova York.

5h53 – A supertempestade Sandy já deixa 15 mortos nos EUA e 1 no Canadá. O anúncio de duas mortes em Long Island (Nova York) elevou a 16 o número de óbitos, informa a Efe. O Estado de Nova York é o que acumula mais mortes (7) após as duas registradas durante a madrugada desta terça-feira em Long Island. Outras 3 ocorreram em Nova Jersey, onde o furacão tocou terra. A maioria das mortes ocorreu pela queda de árvores sobre automóveis ou casas, segundo as autoridades. Outra morte foi registrada no Canadá, onde uma mulher morreu após ser atingida por um cartaz que foi levado com o vento.

5h45 – Segundo a Efe, um túnel que liga Manhattan ao Brooklyn está cheio de água; o túnel Midtown, que une Manhattan e Queens, também sofre com a entrada da água. Seis estacionamentos de ônibus também foram danificados pelas águas, enquanto as linhas de trens rumo ao norte e a Long Island sofreram sérios danos em sua infraestrutura. Ainda não se sabe quando o metrô voltará a funcionar. Também não está certo se os 5,6 mil ônibus da maior cidade americana poderão voltar a circular hoje.

5h23 – “Em 108 anos, nossos funcionários nunca enfrentaram um desafio como o de agora”, afirmou a MTA (sigla em inglês para Autoridade Metropolitana de Transportes), segundo a Reuters.

5h15 – Chega a mais de 6,5 milhões o número de pessoas sem energia elétrica em 13 estados e em Washington DC, segundo a CNN.

4h40 – O prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, afirma que a parte baixa de Manhattan é afetada pela falta de energia e por inundações imensas, informa a AP.

4h15 – Última declaração da Autoridade Metropolitana de Transportes (MTA, na sigla em inglês) diz que a supertempestade Sandy causou estragos no sistema de 108 anos do metrô de Nova York, segundo a BBC;  sete túneis que estão sob rios foram inundados.

3h55 – 13 mortes estão confirmadas nos Estados Unidos; uma no Canadá, de acordo com a CNN. São pelo menos 5,5 milhões de pessoas sem energia em 13 estados

3h15 – A supertempestade Sandy já provocou 12 mortes, diz a agência Efe. Em solo americano foram 11, registradas nos estados de Nova York, Nova Jersey, Virgínia Ocidental, Connecticut e Carolina. Outra morte ocorreu no Canadá.

3h07 – “Não estou preocupado com o impacto do furacão nas eleições. Estou preocupado com o impacto no povo”, disse o presidente Barack Obama na Casa Branca, segundo a Efe.

2h51 – Segundo a agência Efe, mais de 200 pacientes do Langone Medical Hospital, de Nova York,  serão retirados durante esta madrugada pois o centro médico está sem energia e o gerador não funciona.

2h35 – Gustavo Chacra: Uma explosão em uma estação de energia da ConEd foi a responsável pela queda da eletricidade em Lower Manhattan.

2h29 – Gustavo Chacra:  Já diminuiu de 13 para 9 pés a enchente em Battery Park, que é a área mais atingida de NY.

1h55 – Gustavo Chacra: Melhorou bastante a situação. Chove e venta pouco agora em NY. “Acho que o pior já passou”, escreve o jornalista, que está em Nova York.

1h32 – Gustavo Chacra: Pacientes do hospital da NYU foram levados para o Mount Sinai e outros hospitais.

1h21 – CNN informa que tempestade Sandy deixa ao menos 11 pessoas mortas.

1h01 –  Tempestade Sandy provoca alagamentos e mortes em NY

0h35 – Segundo a CNN, ao menos 10 pessoas morreram na região Nordeste dos EUA.

0h30 – Gustavo Chacra: A falta de energia na parte sul de Manhattan deve durar até amanhã, segundo a ConEd (a companhia elétrica de NY).

0h04 – Lúcia Guimarães: “Sandy sobrecarrega Twitter, recebo mensagem para tentar depois”. Segundo a colunista, o prefeito Bloomberg está ao vivo na TV agora. Ela ainda informa que o gerador do hospital universitário da New York University falhou.

23h48 –  Governo do Estado de Nova York confirma cinco mortes até o momento.

23h43 – Lúcia Guimarães: 3 dos 5 mortos em Nova York foram atingidos por árvores. “O perigo continua grande logo depois da tempestade, com galhos soltos”, afirma a jornalista, que está na cidade.

23h33 – Lúcia Guimarães: VÍDEO: Nova York à espera de Sandy.

23h31 – De acordo com a Efe,  sete pessoas já morreram com a passagem do Sandy; cinco em Nova York e duas em New Jersey.

23h16 – Sandy faz primeira vítima fatal nos EUA.

22h59 – Segundo informações da agência Efe, EUA registram a primeira vítima da tempestade Sandy. Um homem, de 30 anos, morreu ao ser atingido por uma árvore no bairro de Queens, em Nova York.

22h05- Meteorologistas dizem que o epicentro da tempestade Sandy chegou na costa de New Jersey, informa a AP.

22h03 – De acordo com a rede CNN, o nível da água na parte baixa de Manhattan já está mais alto do que o recorde, estabelecido em 1960.

22h – Mais de 2 milhões de pessoas estão sem energia por conta do furacão Sandy, informa a CNN.

21h59 – Lúcia Guimarães: Vento fechou pontes Triboro, George Washington, Verrazano, Tappan Zee .

21h52 – Lúcia Guimarães: “Várias cidade de Nova Jersey no escuro. Água começou a invadir o Battery Park e a área de South Street Seaport”.

Fachada de prédio em Nova York desabou. Veja imagem:

furacao_predio.jpg

21h41 – Parte baixa de Manhattan tem energia desligada com aproximação de Sandy, segundo a Reuters.

[galeria id=4884]

21h32 – Lúcia Guimarães: Prédio No 92 8a Avenida em Manhattan, entre 14 e 15, colapso parcial, nenhum ferido até agora.

21h24 – Segundo a CNN, o Sandy está a ponto de tocar o continente. Segundo a Reuters, furacão toca o continente em uma hora.

21h21 – Envie seu relato ou foto sobre a passagem do furação Sandy pelos EUA.

21h12 – De acordo com a Associated Press, o Centro Nacional de Furacões dos EUA informou que Sandy deixou de ser um furacão e passou a ser considerado uma tempestade com ventos fortes.

21h05 – Segundo a colunista Lúcia Guimarães, o furacão Sandy está neste momento a 50km de Cape May, New Jersey. Ao sul da Canal Street, em Nova York, as ruas estão inundadas diz WNBC. A jornalista informa ainda que 75 mil pessoas estão sem luz na cidade.

20h53 – Um enorme guindaste danificado está dependurado ao lado de um edifício em Manhattan, em Nova York. Veja imagens:

xHURRICANE_SANDY_77.jpg

8c5d2cfdc4734dc5aa1b09ec59785883_8c5d2cfdc4734dc5aa1b09ec59785883_0.jpg

20h48 – O furacão Sandy já castiga a Costa Leste dos Estados Unidos.

20h24 – O Google tem um mapa interativo mostrando o avanço do furacão Sandy sobre a Costa Leste dos EUA. Leia no Link. Acompanhe o avanço da tempestade no mapa, abaixo.

18h48 – Assista no vídeo abaixo, da TV Estadão, a imagens feitas por cinegrafistas amadores na Costa Leste dos EUA. As imagens mostram inundações, forte ventania e ondas altas.

 

18h47 – O furacão Sandy se desloca para Nova Jersey, diz o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos.

18h02 – “Logo de manhã, os sinais de que o furacão Sandy pode bater recordes eram claros”, disse a colunista Lúcia Guimarães, que está em Nova York. “Mais de 12 horas antes de tocar o continente, as chuvas começaram a encharcar a ilha de Manhattan”. Assista ao vídeo abaixo.

 

17h04 – Ouça o relato da colunista Lúcia Guimarães, que está em Nova York.

15h38 – Após uma reunião na Casa Branca sobre o furacão, o presidente Barack Obama afirmou que a tempestade será “grande e poderosa”. Obama pediu aos moradores da Costa Leste que sigam as ordens das autoridades.

 

Mais conteúdo sobre:

EUAfuracão SandySandy