1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Vizinho é preso por deixar ‘cães ferozes’ entrarem na propriedade do presidente do Zimbábue

Redação Internacional

01 julho 2014 | 12:20

Pazarangu terá de pagar US$ 50 ou passará 30 dias na cadeia

Um vizinho do presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, foi preso por deixar seus cães caçarem na propriedade do líder, informou a BBC citando jornais locais.

A Justiça ordenou que Michael Pazarangu pague US$ 50 pelo delito. Se não pagar, ele ficará preso 30 dias, segundo o The Herald. Pazarangu foi acusado de deixar “seus cães ferozes sem focinheira andarem livremente” pelo terreno de Mugabe na capital Harare.

Inicialmente o vizinho do presidente disse que era inocente, mas depois assumiu a culpa. “Esse fato atraiu muita publicidade e está afetando negativamente a minha família”, afirmou Pazarangu, de acordo com o The Herald.

Os cães teriam entrado na propriedade de Mugabe por um buraco na cerca que separa os dois terrenos. O tribunal recebeu a informação que os cães mataram um cervo em 2013 também na propriedade do presidente.