Robyn Beck / AFP
Robyn Beck / AFP

200 casas são esvaziadas após incêndio na região de Los Angeles

Estado de emergência na Califórnia é declarado após fogo atingir dois pontos no Estado; ao menos 30 casas foram destruídas

O Estado de S.Paulo

02 Setembro 2017 | 09h01

Um incêndio na região norte de Los Angeles, a segunda maior cidade dos Estados Unidos, provocou o esvaziamento de ao menos 200 casas na manhã deste sábado (2). As chamas atingem uma área equivalente a mais de 800 campos de futebol nos arredores da cidade, e os bombeiros da região de Burbank orientam os cidadãos a abandonarem as casas imediatamente.

O fogo também causou o fechamento de parte de uma rodovia, segundo os bombeiros de Los Angeles. Não havia feridos ou propriedades atingidas até a manhã deste sábado, segundo os bombeiros. O Serviço Nacional do Clima americano monitora a situação no local por causa do risco de aumento das queimadas, com a previsão para baixa umidade, ventos fortes e temperatura acima dos 37ºC. 

Ponderosa. Um segundo incêndio, ainda maior, atinge uma área a 600 quilômetros ao norte de Los Angeles. O fogo destruiu 30 casas e uma área de 1,5 mil hectares no condado de Butte, em um desastre que foi batizado de incêndio Ponderosa. O governador da Califórnia, Jerry Brown, declarou estado de emergência na noite de sexta-feira em resposta à situação no local, liberando verbas emergenciais para o combate das chamas.

Até a noite de sexta-feira, o fogo estava 40% controlado, segundo o corpo de bombeiros. Cerca de 500 casas foram evacuadas desde o dia anterior, quando o incêndio começou.

Um homem é acusado de ter iniciado o incêndio Ponderosa intencionalmente. O Ministério Público da Califórnia pede que o suspeito, John Ballenger, seja condenado em duas ações por incêndio criminoso e pague uma multa de US$ 1 milhão. /REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.