1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Conheça os membros da Dinastia Kennedy

26 Agosto 2009 | 09h 38

Câncer põe fim a trajetória do 'último Kennedy'; senador democrata Ted Kennedy morre aos 77 anos

Joseph P. Kennedy e sua mulher, Rosemary Kennedy, posam com os nove filhos. Da esquerda, sentados: Eunic, Jean, Ted (no colo do pai), Patricia e Kathleen. Em pé: Rosemary, Robert, John, a senhora Kennedy e Joseph Jr. Foto: AP

 

SÃO PAULO - Como outros membros da família Kennedy, a vida do senador Ted Kennedy também foi marcada por glórias e tragédias. Para analistas, ele sintetizou a mistura de virtudes e vícios políticos que definiram a mais proeminente dinastia política dos Estados Unidos. Conheça os membros da dinastia Kennedy:

 

Veja também:

link Morte de Ted Kennedy deixa vazio na política americana 

link Obama: Morte de Kennedy encerra capítulo da história dos EUA

lista Perfil: Câncer põe fim a trajetória do 'último Kennedy'

lista Conheça os membros da Dinastia Kennedy

mais imagens Fotos: Veja as principais imagens de Ted Kennedy

video Vídeo: Assista no YouTube o histórico discurso na convenção democrata em 2008

especial Especial: Cronologia da vida do senador democrata

lista Quatro momentos na vida de Ted Kennedy

 

 

Ted Kennedy (centro) ao lado dos irmãos Robert F. Kennedy (esq) e John F. Kennedy na Casa Branca em 1962. Foto: AP

 

TED KENNEDY  (1932-2009)

Edward Moore 'Ted' Kennedy era senador por Massachusetts e sofria de um tumor maligno no cérebro, diagnosticado em maio de 2008. O democrata, que morreu aos 77 anos, era o único sobrevivente dos quatro irmãos Kennedy, mas a "maldição" do clã também já lhe ameaçou.

 

Na noite de 18 de julho de 1969, na pequena Ilha de Chappaquiddick, bem próxima do balneário de Martha's Vineyard, Edward, então com 37 anos, sofreu um grave acidente quando o carro que dirigia despencou de uma ponte de madeira. Foi um dramático evento pessoal - condizente com o histórico de tragédias que marcaram a família Kennedy - que reduziu as ambições de Ted Kennedy em relação ao posto mais alto da política americana, no momento em que ele se tornara o Kennedy mais proeminente.

 

De acordo com a versão oficial, o Oldsmobile azul-escuro caiu de uma altura de 2,4 metros, matando uma acompanhante de Kennedy, Mary Jo Kopechne. Os dois tinham saído, horas antes, de uma festa com poucos colaboradores políticos, únicas testemunhas do processo. Alguns pontos obscuros sobre o desastre nunca foram esclarecidos. Não houve autópsia e ninguém explicou o que aconteceu entre o momento em que os dois se despediram do grupo e a hora do acidente.

 

Ted seguiu na política e tornou-se conhecido como um ferrenho defensor da liberdade. Ele passou por uma cirurgia para a retirada de um câncer cerebral maligno. Contrariando as recomendações médicas, Ted participou da Convenção Democrata, em agosto, para endossar a candidatura de Barack Obama. Em um discurso que emocionou a população americana, o senador prometeu - e cumpriu - que estaria em Washington em janeiro de 2009 para a posse de Obama. Uma das manifestações dramáticas da sua luta se deu no início deste ano, durante o almoço de posse de Obama, quando ele teve uma convulsão e foi levado de maca para um hospital.

 

JFK (1917-1963)

John Fitzgerald 'Jack' Kennedy, também conhecido como JFK, foi o 35.º presidente americano. Ele esteve a frente da Casa Branca de 1961 a 1963, quando foi assassinado no Dallas, Texas, às 12h30 do dia 22 de novembro de 1963, durante uma viagem política ao Estado. Ele foi atingido por dois tiros, na cabeça e no pescoço. O suspeito do crime era Lee Harvey Oswald, que foi morto por Jack Ruby em 24 de novembro daquele ano, antes de ser indiciado.

 

Para investigar o crime, foi criada pelo presidente Lyndon Johnson a Comissão Warren. O comitê confirmou as suspeitas e concluiu que o assassino foi Oswald. O assassinato causou uma verdadeira comoção na população americana.

 

ROBERT KENNEDY (1925-1968)

Na noite de 5 de junho 1968, o senador Robert Kennedy (irmão mais novo de JKF) foi baleado e ficou seriamente ferido após um discurso de vitória em eleições primárias na Califórnia em um hotel em Los Angeles. 'Bobby' foi socorrido no hospital, onde passou por uma cirurgia de emergência, mas não resistiu e morreu, no dia 6, aos 42 anos. Um imigrante palestino, conhecido por Sirhan Sirhan, disparou os tiros contra o senador.

 

O assassino disse que "fez aquilo pelo seu país". Sirhan, na época com 24 anos, foi imediatamente levado pelos seguranças de Bobby e entregue à polícia. Acreditava-se que o apoio do senador a Israel motivou o ataque. Cinco outras pessoas ficaram feridas, mas nenhuma em estado grave. Na época, Kennedy era o favorito à indicação democrata para as próximas eleições dos Estados Unidos.

 

JOSEPH P. KENNEDY JR. (1915-1944)

Joseph P. Kennedy Jr. era o filho mais velho de Joseph P. Kennedy e Rose Elizabeth Kennedy. Em 1940, ele ingressou na vida política, como delegado do Partido Democrata. Formou-se em Harvard em 1938 e em 1942 ingressou nas Forças Armadas como aviador, e foi enviado para Inglaterra em 1943. Após realizar 25 missões de combate, Joseph já podia voltar para casa, mas voluntariamente se inscreveu na Operação Afrodite, onde morreu em um acidente de avião em 12 de agosto de 1944.

 

Em 1946, o Exército americano nomeou um destroier com seu nome, o USS Joseph P. Kennedy Jr - foi a bordo desta aeronave que seu irmão mais novo, Robert F. Kennedy, serviu as Forças Armadas durante o curto tempo em que esteve no serviço militar.

 

ROSEMARY (1918-2005)

Nascida com um pequeno retardo mental, passou a maior parte de sua vida internada numa instituição em Wisconsin, depois de ter sido submetida a uma lobotomia. Ela morreu em 2005 e jornais americanos informaram que Ted Kennedy estava a seu lado quando faleceu. Rosemary foi a inspiradora dos Jogos Paraolímpicos, que tiveram como principal defensora a caçula dos Kennedys e ativista dos direitos dos deficientes, Eunice.

  

KATHLEEN  (1920-1948)

Kathleen provocou um escândalo familiar por ter se casado com um protestante, o herdeiro do duque de Devonshire. Após o falecimento de seu marido, morto em combate durante a Segunda Guerra Mundial, "Kick" morreu poucos anos depois na França em um acidente aéreo com seu amante.

 

EUNICE (1921-2009)

Eunice Kennedy Shriver foi uma das criadoras dos Jogos Paraolímpicos e defensora dos direitos dos deficientes mentais e defendeu sua causa em Washington até seus 80 anos. Sua preocupação com a deficiência mental foi atribuída a seu relacionamento com sua irmã mais velha, Rosemary, que diziam ter um retardo mental moderado e passou a maior parte de sua vida em um longo tratamento após uma lobotomia. Ela morreu em 11 de agosto de 2009. Sua filha, Maria, se casou com o ator austríaco Arnold Schwarzenegger, atual governador republicano da Califórnia.

 

PATRICIA (1924-2006)

Foi casada com o ator britânico Peter Lawford, amigo de Frank Sinatra, do qual se divorciou em 1966. Ela morreu em 2006.

 

JEAN (1928-)

A caçula Jean Kennedy Smith foi embaixadora americana na Irlanda entre 1993 e 1998. Ela tem 81 anos.

 

Filhos

Os nove irmãos Kennedy, filhos de Joseph e Rose Kennedy, tiveram 30 filhos, e ambas as gerações viveram trágicos eventos nas últimas décadas. À morte de Joseph Kennedy em 1944, durante a Segunda Guerra mundial, várias mortes violentas se seguiram: o assassinato em Dallas, em 1963, do presidente John F. Kennedy; o homicídio em 1968, em Los Angeles, do senador Robert Kennedy; a morte, em 1997, de Michael Kennedy (filho de Robert) em um acidente de esqui; as mortes de John-John Kennedy (filho de John F. Kennedy), sua esposa Carolyn Bessette e sua prima Lauren em um acidente aéreo em 1999.

 

Em 1984, uma overdose mata David Kennedy: o filho de Robert, de 21 anos, foi encontrado morto por overdose num quarto de hotel de Palm Beach, Flórida, em 25 de abril de 1984. Em 1991, William Kennedy é acusado de estupro: William Kennedy Smith, de 31 anos, filho de Jean enfrentou problemas na Justiça ao ser acusado de ter violado, em 30 de março de 1991, Patricia Bowman (29 anos) na residência de verão de sua família, em Palm Beach, Flórida. O processo se transformou num evento da mídia, com centenas de jornalistas nas audiências transmitidas ao vivo para milhões de telespectadores. A jovem acusou o jovem Kennedy de tê-la violentado sobre o gramado. William se declarou inocente e em 11 de dezembro de 1991 o júri confirmou sua inocência.

 

JOHN-JOHN

John F. Kennedy Junior, o 'John-John', cresceu sob a mira da opinião pública, desde a infância na Casa Branca até 16 de julho de 1999, quando seu avião desapareceu entre a costa de Long Island e Martha's Vineyard, em Massachusetts. Para muitos, o filho de JFK era a personificação do "misticismo Kennedy" - jovem, bonito e aparentemente invulnerável. John Jr. nasceu duas semanas e meia depois de seu pai vencer as eleições de 1960. E logo cedo foi exposto a tragédias que pareceram perpetuar-se entre sua família. Seu irmão, Patrick, nasceu em 7 de agosto de 1963, mas morreu poucos dias depois.

 

Ao contrário dos outros membros da família, John-John, nunca entrou para a política. Fundador e editor da revista George (publicada entre 1995 e 2001), Kennedy era conhecido como um frequentador da alta sociedade, que namorou Daryl Hannah e Madonna. John-John é lembrado por muitos americanos pela saudação militar que fez no cortejo fúnebre de seu pai, quando tinha 3 anos.