EUA alertam sobre risco de ataques terroristas durante a Copa

Alerta do governo não faz menção a nenhum grupo ou ameça específica

EFE

28 Maio 2010 | 11h23

WASHINGTON - O Governo dos Estados Unidos emitiu um alerta de viagem para os americanos que vão à África do Sul para acompanhar a Copa do Mundo no qual adverte sobre o perigo de atentados, embora tenha dito que não tem informações sobre ameaças específicas.

 

"Existe um risco elevado que grupos extremistas realizem ataques terroristas na África do Sul em curto prazo", afirmou o departamento de Estado americano no alerta, que afirmou que grandes eventos, como o Mundial, oferecem "uma ampla variedade de alvos atrativos para os terroristas".

 

No entanto, o alerta esclarece que o Governo dos EUA não conta com informação sobre "uma ameaça específica e crível" de atentado durante a Copa, que acontecerá entre os dias 11 de junho e 11 de julho.

 

O departamento de Estado americano também colocou que a atividade criminal "é generalizada em todo o país".

 

Com o alertas, os EUA recomendaram aos americanos a não saírem com objetos caros ou joias e ter cuidado com obstáculos colocados na calçada ou com acidentes simulados para fazer com que os automóveis parem, assim, os ocupantes sejam assaltados.

 

Além disso, o departamento destacou que o transporte público sul-africano está "pouco desenvolvido" e aconselhou os viajantes a alugarem veículos.

 

O comunicado também advertiu sobre a escassez "extrema" de hospedagem durante a competição, especialmente em cidades pequenas onde acontecerão as partidas, como Bloemfontein, Port Elizabeth e Pretória.

Mais conteúdo sobre:
EUA Copa do Mundo África do Sul

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.