1. Usuário
Assine o Estadão
assine

EUA dizem estar formando 'núcleo de coalizão' para combater militantes no Iraque

REUTERS

05 Setembro 2014 | 07h 15

O secretário de Estado, John Kerry, pediu amplo apoio de aliados, mas descartou o envio de tropas terrestres

Carolyn Kaster/AP
Segundo o secretário de Estado dos EUA, John Kerry, é preciso enfrentar o Estado Islâmico sem colocar em risco as tropas do Ocidente

Os Estados Unidos disseram nesta sexta-feira que estão formando o "núcleo de uma coalizão" para combater os militantes do Estado Islâmico no Iraque e pediram amplo apoio de aliados e parceiros, mas descartaram a possibilidade de envio de forças terrestres.

"Nós precisamos atacá-los de forma que os impeça de conquistar território, reforçar as forças de segurança iraquianas e outros países da região que estão preparados para enfrentá-los, sem comprometer nossas próprias tropas", disse o secretário de Estado dos EUA, John Kerry, durante um encontro de dez países.

"Obviamente, eu acho que é uma linha vermelha para todos aqui:. Sem botas no terreno."

Os ministros da Defesa e de Relações Exteriores dos Estados Unidos, Grã-Bretanha, França, Alemanha, Canadá, Austrália, Turquia, Itália, Polônia e Dinamarca se reuniram à margem da cúpula da Otan, no País de Gales, Grã-Bretanha, para discutir a estratégia para enfrentar o grupo militante sunita que se apropriou de amplas faixas de território iraquiano e sírio.

(Reportagem de Phil Stewart)