REUTERS|Gene Blevins
REUTERS|Gene Blevins

Incêndios na Califórnia chegam à região de Montecito, em Santa Bárbara

Chamas que tomam estado americano há 12 dias queimaram ao menos 700 casas e mataram um bombeiro

O Estado de S.Paulo

17 Dezembro 2017 | 07h23

MONTECITO, Califórnia - Bombeiros tentam evitar neste domingo, 17, que um dos maiores incêndios da história do estado da Califórnia, nos EUA, consumam casas na cidade de Santa Bárbara  e na rica região de Montecito.

No início deste sábado, moradores empilharam em carros e fugiram, virando o centro de Santa Bárbara para o que um morador chamou de "cidade fantasma". O incêndio de 418 quilômetros quadrados (1.083 quilômetros quadrados) chamado o fogo de Thomas estava movendo-se rapidamente para o oeste e cresceu Montecito Peak, ao norte de Montecito. Conhecida pelas suas manções de estrelas de Hollywood, Montecito possui as mansões de Oprah Winfrey, Ellen DeGeneres e muitas outras celebridades. 

Winfrey expressou sua consternação em sua conta no Twitter. "Ainda rezando pela nossa pequena cidade. Os ventos desta manhã criaram uma perfeita tempestado do mal para os bombeiros."

Depois que os ventos diminuíram para cerca de 48 km/h, com rajadas a cerca de 60 km/h neste sábado, esperava-se que go com rajadas de até 56 km/h no domingo. Mas mesmo ventos de baixa intensidade ainda são extremamente perigosos, disse o porta-voz dos bombeiros, Jude Olivas.

O incêndio, que começou há 12 dias, queimou pelo menos 700 casas e matou um bombeiro.  Os ventos "vão diminuir um pouco, espero que possamos fazer o mesmo trabalho (domingo) que fizemos hoje", disse Olivas.

No zoológico da cidade, funcionários começaram a colocar alguns animais em caixotes e canis,para prepará-los para possíveis evacuações. O zoológico de Santa Bárbara tem cerca de 150 espécies de animais, incluindo um par de leopardos de Amur, uma espécie criticamente ameaçada de extinção. 

As pistas norte da U.S. Highway 101, chegando a costa de Los Angeles, foram fechadas por algumas horas ao sul de Santa Bárbara, com carros parados na auto-estrada.

Bombeiro 

O bombeiro morto durante o combate às chamas, Cory Iverson, de 32 anos, morreu de queimaduras e inalação de fumaça, de acordo com os resultados da autópsia anunciados no sábado. Desde que o incêndio começou em 4 de dezembro, cerca de 95 mil pessoas foram colocadas sob evacuação obrigatória.

A zona de evacuação perto de Santa Barbara no sábado tinha 17 milhas (27 km) de comprimento e até 5 milhas (8 km) de largura e a nova expansão abrangeu cerca de 3.300 pessoas./AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.