1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Manifestações contra assassinato de adolescente negro recomeçam no Missouri

REUTERS

26 Agosto 2014 | 20h 44

Mais de 100 manifestantes protestaram em St. Louis nesta terça-feira exigindo a prisão do policial branco que matou a tiros um adolescente negro desarmado na cidade norte-americana de Ferguson, no Estado do Missouri.

A morte de Michael Brown, de 18 anos, atraiu atenção mundial para a situação das relações inter-raciais nos Estados Unidos e evocou lembranças de outros casos semelhantes, como a morte a tiros do também adolescente negro Trayvon Martin, de 17 anos, na Flórida, em 2012.

Familiares e apoiadores de Brown celebraram sua vida na segunda-feira em um enterro com músicas em uma igreja do subúrbio de St. Louis e pediram paz e reformas na polícia.

A morte do jovem em 9 de agosto desencadeou duas semanas de manifestações, algumas delas violentas e com dezenas de prisões, nas quais os manifestantes exigiram que o policial Darren Wilson, de Ferguson, seja acusado do assassinato. Nos últimos dias os protestos diminuíram.

Nesta terça-feira, mais de 100 pessoas percorreram alguns quarteirões entre a prefeitura de St. Louis e o edifício do tribunal federal, entoando as palavras "exaltados, esgotados, é hora de estar posicionado".

Os manifestantes, que ainda pedem a demissão dos líderes da polícia de Ferguson, foram impedidos de chegar ao tribunal por um grupo de policiais, a maioria em motos.

(Reportagem de Edward McAllister)