Mike Tyson é preso por agredir fotógrafo em aeroporto

Ex-campeão mundial de boxe e pararazzi são detidos por suspeita de agressão em Los Angeles

estadao.com.br,

12 Novembro 2009 | 04h56

O ex-boxeador Mike Tyson foi preso na quarta-feira, 11, depois de agredir um fotógrafo no Aeroporto Internacional de Los Angeles e ferir o homem na cabeça, segundo afirmou a polícia. O fotógrafo, que sofreu um corte na testa e foi levado para um hospital, também foi detido. Não há informações se o ex-campeão de pesos pesados também estava ferido.

 

De acordo com a polícia, Tyson foi colocado em liberdade pouco depois do incidente. Segundo o jornal Los Angeles Times, citando uma fonte anônima, o ex-boxeador afirmou aos policiais que o fotógrafo,

Tony Echevarría, de 50 anos, tentou provocá-lo. O fotógrafo declarou que Tyson o golpeou no rosto e tentou tirar a sua câmera.

 

"Há várias versões distintas da história", afirmou o sargento da polícia do Aeroporto de Los Angeles Jim Holcomb. "A situação será esclarecida mais tarde. Porém, neste caso particular, ambos serão acusados por agressão", afirmou.

 

Esta briga foi o último incidente entre celebridades e pararazzis agressivos no aeroporto de Los Angeles. Em 2008, o rapper Kanye West se envolveu em uma confusão com um fotógrafo, mas foi absolvido em outubro deste ano das acusações que sofreu.

 

Mike Tyson foi o campeão mundial na categoria peso pesado mais jovem da história, ao ganhar o título em 1986 com 20 anos, mas, desde então, a vida do ex-pugilista esteve associada a comportamentos fora da lei e, em 1992, cumpriu pena por estupro em Indiana.

 

Sua reputação como um lutador feroz rendeu-lhe o apelido de "Iron Mike" durante o seu apogeu no esporte, na década de 1980. Após uma luta contra o boxeador Evander Holyfield, em 1997, Mike Tyson, arrancou um pedaço com a orelha do rival com os dentes e nunca mais recuperou o prestígio. O lutador se retirou dos ringues em 2005.

 

Mais conteúdo sobre:
Mike Tyson EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.