AP
AP

'Nenhuma fé justifica ato' em Fort Hood, diz Barack Obama

Presidente americano discursou no funeral dos 13 mortos no tiroteio ocorido na maior base militar dos EUA

Efe,

10 Novembro 2009 | 18h30

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, assegurou nesta terça-feira, 10, que "nenhuma fé justifica estes atos assassinos", ao participar do funeral das 13 vítimas da chacina ocorrida no último dia 5 na base militar de Fort Hood, a maior dos Estados Unidos.

  

"Estes americanos queridos vão perdurar na vida da nossa nação", declarou Obama, que afirmou que o culpado pelas mortes e pelos trinta feridos no tiroteio "terá que encarar a Justiça, Nesa vida e na próxima".

 

Oautor dos disparos em Fort Hood é o major Nidal Malik Hasan. Psiquiatra do exército, Hasan teria matado os colegas em um ato de desespero por ter sido escalado para ir à guerra no Iraque. Porém, autoridades norte-americanas afirmam que o major mantinha contato com um clérigo simpatizante a Al Qaeda.

 

Veja também:

link Major abre fogo na maior base americana, mata 12 e fere 31

link Atirador de base dos EUA está vivo; mortos chegam a 13

link Atirador de Fort Hood está consciente e apto a falar

link Suspeito de matar 13 no Texas teria contatado clérigo islâmico

 

Hasan fez os disparos com duas pistolas e logo foi alvejado por outros militares que estavam no local. As primeiras notícias o deram como morto, mas ele sobreviveu aos tiros e está em um hospital, já com condições de falar.

 

Equipamentos e fotos dos militares mortos em Fort Hood, durante funeral                          Foto: AP

Mais conteúdo sobre:
Obama Fort Hood Nidal Malik Hasan

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.