United Airlines suspende piloto acusado de embriaguez

A United Airlines anunciou nesta terça-feira a suspensão de um piloto que foi detido em Londres sob a suspeita de que estava embriagado quando se preparava para conduzir um Boeing 767 com 124 passageiros e 11 tripulantes.

REUTERS

10 Novembro 2009 | 19h02

O incidente ocorreu na segunda-feira no voo 949 da empresa, com destino a Chicago. Os passageiros foram acomodados em outros voos.

O piloto de 51 anos, cujo nome não foi divulgado, foi detido no aeroporto londrino de Heathrow e libertado sob fiança enquanto são aguardados os resultados do teste de alcoolemia, segundo a polícia metropolitana da capital britânica, que não deu mais detalhes do caso.

Megan McCarthy, porta-voz da United Airlines, disse que "a segurança é a nossa maior prioridade, e o piloto foi removido do serviço enquanto cooperamos com as autoridades e conduzimos uma investigação total."

"A política da United sobre o álcool está entre as mais rígidas do setor, e não temos tolerância com violações desta política bem estabelecida", acrescentou ela.

(Reportagem de Kyle Peterson)

Mais conteúdo sobre:
EUA PILOTO BEBADO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.