Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

Internacional

Internacional » Acordo entre Colômbia e EUA é 'plano de guerra', diz Chávez

Internacional

Internacional

EUA

Acordo entre Colômbia e EUA é 'plano de guerra', diz Chávez

Para presidente venezuelano, América do Sul está vulnerável por conta da espionagem americana

0

Efe ,

08 Dezembro 2009 | 15h04

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, advertiu nesta terça-feira, 8, os seus colegas na 28ª Cúpula do Mercosul que o acordo militar entre Colômbia e EUA para que os americanos possam instalar bases militares no país sul-americano é um "plano de guerra contra a América do Sul".

 

Apesar de os "governos da Colômbia e dos EUA tentarem maquiá-lo", o projeto dá a Washington "grande capacidade de intervir sobre nós a qualquer momento, graças à espionagem, ao monitoramento e à inteligência", afirmou Chávez.

 

Frente a Lula e aos presidentes do Uruguai, Tabaré Vázquez, e da Argentina, Cristina Kirchner, Chávez indicou que a partir das bases na Colômbia "os aviões americanos podem chegar ao Cone Sul sem necessidade de abastecimento". "Não há tecnologia que tenhamos que possa anular a tecnologia ianque", completou o venezuelano, acrescentando que seu país continuará a denunciar os riscos do acordo.

 

Ao final de seu discurso, porém, Chávez usou um tom mais conciliador. "Somos povos irmãos, queremos cuidar da unidade pela qual estamos trabalhando tanto", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.