Mariana Bazo/Reuters
Mariana Bazo/Reuters

Antes da visita do papa ao Peru, fogo atinge estátua de Cristo doada pela Odebrecht

Autoridades acreditam que incidente no "Cristo do Pacífico" foi proposital

Estadão Conteúdo

13 Janeiro 2018 | 18h07

Uma enorme estátua de Cristo instalada na capital peruana foi danificada neste sábado por um incêndio, dias antes da chegada do Papa Francisco ao país sul-americano. A imagem foi doada pela construtora Odebrecht, que está no centro do maior escândalo de corrupção da América Latina.

Os peruanos descobriram nesta manhã que praticamente toda a parte de trás da estátua, que tem os olhos voltados para o Oceano Pacífico, estava carbonizada.

++ Em visita a América do Sul, papa Francisco evita novamente visitar a Argentina

Um porta-voz dos bombeiros disse à RPP Notícias que duas dúzias de bombeiros atenderam ao chamado para combater o incêndio e que as autoridades trabalhavam com a teoria de que incidente no "Cristo do Pacífico" foi proposital.

Entretanto, a polícia local informou mais tarde à agência de notícias Andina que um curto-circuito nos cabos elétricos instalados para a iluminação da estátua, devido a umidade do local, teria provocado o incêndio. "A segurança policial para a visita do Papa está garantida", disse coronel Manuel Rivera.

 

A estátua de 21 metros foi doada pela Odebrecht em 2011, e para muitos peruanos se tornou uma amarga lembrança das manobras ilegais da companhia para atrair e subornar altos oficiais em troca de lucrativos contratos públicos.

Em janeiro de 2017, vândalos cobriram a estátua com mensagens como "Fora Odebrecht".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.