1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Colombianos votam em eleição apertada para definir rumo da paz com guerrilha

LUIS JAIME ACOSTA - REUTERS

15 Junho 2014 | 15h 22

Os colombianos começaram a votar neste domingo em uma acirrada disputa eleitoral que decidirá se o país continua pelo caminho das negociações de paz com a guerrilha ou se redobra sua ofensiva para acabar com o conflito de meio século.

O presidente de centro-direita Juan Manuel Santos e o ex-ministro Oscar Iván Zuluaga disputam voto a voto a preferência do eleitor, segundo pesquisas, numa das eleições mais apertadas da história recente da Colômbia.

Zuluaga ganhou o primeiro turno em 25 de maio, mas não conseguiu votos suficientes para evitar a segunda etapa de votações deste domingo.

Santos e Zuluaga, mais à direita do presidente no espectro ideológico, haviam sido colegas de governo do ex-presidente Álvaro Uribe. Ambos apresentam propostas econômicas favoráveis ao mercado e ideias muito semelhantes para reduzir o desemprego e a pobreza.

Mas um abismo os separa quando se trata do enfoque a ser utilizado para acabar com 50 anos de conflito violento com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), que já causou mais de 200 mil mortes.

Enquanto Santos, de 62 anos, tenta sua reeleição com a promessa de continuar o diálogo de paz com as FARC em Cuba para por fim ao confronto, Zuluaga quer enfrentar os rebeldes com punho de ferro e sem fazer concessões.