Dizendo-se insultada, Colômbia boicota reunião da Unasul

A Colômbia não irá enviar ministros de primeiro escalão nesta semana a uma reunião da Unasul por causa das "ofensas" que tem sofrido, disse o governo na quinta-feira, após semanas de tensão diplomática com a Venezuela.

REUTERS

27 Novembro 2009 | 09h12

Chanceleres e ministros da Defesa sul-americanos irão se reunir na sexta-feira em Quito, para onde Bogotá enviará apenas uma "equipe técnica", segundo nota oficial.

Recentemente, o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, chamou seu homólogo colombiano, Álvaro Uribe, de "mafioso" e "traidor" por assinar um acordo que permite a presença militar norte-americana em sete bases colombianas.

"O recente aumento nas ofensas contra o governo e o povo da Colômbia não permitem discussões de forma respeitosa, objetiva e equilibrada", disse a nota colombiana.

(Reportagem de Hugh Bronstein)

Mais conteúdo sobre:
COLOMBIA UNASUL BOICOTA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.