Governo de facto convida Zelaya para retomar negociações

Governo de Honduras reitera sua disposição em prosseguir com o cumprimento do acordo , diz porta-voz

08 Novembro 2009 | 22h31

O governo de facto de Honduras convidou neste domingo representantes do presidente deposto, Manuel Zelaya, para continuar as negociações para a formação de um governo de unidade e integração nacional.

"O governo de Honduras reitera sua disposição em prosseguir com o cumprimento do acordo e pede para que a outra parte retome o diálogo", anunciou um porta-voz em cadeia de rádio e TV, segundo a agência France Presse.

 

O prazo dado pelo acordo mediado pelos EUA, que previa a formação de um governo de unidade acabou na sexta-feira. Zelaya exige ser reconduzido ao cargo para liderar o governo de coalizão até as novas eleições presidenciais. Roberto Micheletti, que assumiu o poder após um golpe de Estado em junho, rejeita o retorno do rival.

 

A decisão sobre o retorno de Zelaya está nas mãos do Congresso, que pediu à Corte Suprema um parecer sobre o retorno de Zelaya. Os países latino-americanos ameaçam não reconhecer a eleição caso Zelaya não retome o cargo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.