Inundações matam 2 e deixam 9 mil desabrigados na Argentina

Inundações causadas por fortes chuvas no noroeste da Argentina deixaram mais de 9.000 pessoas desabrigadas e provocaram a morte de outras duas, disseram na quarta-feira autoridades policiais e da defesa civil.

REUTERS

25 Novembro 2009 | 15h10

Um forte temporal fez os rios Uruguai e Paraná transbordarem nas províncias de Chaco e Entre Ríos. Houve ainda cortes de energia em vários locais. Na empobrecida Chaco a população protestou bloqueando uma estrada.

A polícia confirmou que até o momento houve dois mortos na província pelas inundações.

Em Entre Ríos, onde os desalojados já somam 5.700, as águas do rio Uruguai estão baixando lentamente, mas as previsões de novas chuvas devem agravar a situação.

O Serviço Meteorológico Nacional alertou nesta quarta-feira para novas tempestades na região.

(Reportagem de Nicolás Misculin)

Mais conteúdo sobre:
ARGENTINA CHUVAS MORTOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.