Associated Press
Associated Press

Alemanha nunca esquecerá da ajuda dos EUA, diz Merkel

Em discurso no Senado americano, chanceler alemã falou sobre queda do Muro de Berlim, Irã e Holocausto

Reuters,

03 Novembro 2009 | 15h19

A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, afirmou nesta terça-feira, 3, que seu país "jamais se esquecerá" da ajuda de seus "amigos americanos" para forçar a queda do Muro de Berlim há 20 anos. Em pronunciamento perante o Congresso dos EUA, na segunda vez que um líder alemã falou na Casa, Merkel também se pronunciou sobre a ameaça nuclear iraniana e o Holocausto.

 

"Senhoras e senhores, para dizer em uma só frase, eu sei, os alemães sabem, quanto devemos a vocês, nosso amigos americanos. E nunca nos esqueceremos, eu, pessoalmente, jamais esquecerei", disse a chanceler.

 

A alemã também se mostrou preocupada com o atual impasse sobre o programa nuclear iraniano e afirmou que o país islâmico não deve obter armas nucleares de maneira alguma. "Uma política de tolerância zero deve ser adotada quando há um risco de armas de destruição em massa caírem, por exemplo, nas mãos do Irã e de ameaças à nossa segurança", disse Angela. "O Irã deve estar ciente disso. Eles conhecem nossa oferta, mas também sabem onde traçamos uma linha", completou.

 

"Uma bomba nuclear nas mãos de um presidente que nega o Holocausto, ameaça Israel e nega aos israelenses o direito de existir não é algo aceitável", finalizou a chanceler referindo-se ao presidente Mahmoud Ahmadinejad.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.